Depoimentos Notícias

Paciência e persistência

Comecei a sentir dores nos joelhos quando tinha 16 anos, doíam muito e ficavam inchados.

Depois de idas e vindas ao ortopedistas, fui diagnosticada com plica patelar. Anos de fisioterapia, medicação e melhorou um pouco.

Sentia muita dor de cabeça também, claridade me incomodava, mas o médico dizia que era da miopia. Alguns anos depois comecei a sentir uma dor no corpo, no pescoço ,não dei muita atenção pois passava o dia na universidade.

Fui vivendo assim até que certo tempo depois já formada, trabalhando, fiquei com o pescoço travado e todo duro, doendo muito, fui direto pra emergência, quem me atendeu foi uma reumatologista que estava de plantão.

A princípio tratou como torcicolo, mas recomendou exames e que eu retornasse a falar com ela depois de milhões de exames, outras internações vieram e diagnóstico de fibromialgia.

Depois disso comecei o tratamento, já fiz duas cirurgias na cervical e recentemente descobri artrite reumatoide nas mãos.

Meu nome é Luciana, tenho 36 anos, convivo com o diagnóstico de artrite reumatoide a 5 anos, sou estudante e moro no Piauí.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#depoimento

Anúncios

Artigos Relacionados

Anti-CCP e Hla-B27 nos Planos de Saúde

Priscila Torres

Busca por remédio apontado como tratamento do coronavírus prejudica pacientes com lúpus

Priscila Torres

1º Encontro Mineiro de Pacientes Reumáticos, promove curso de educação em saúde

Priscila Torres
Loading...