Notícias Tratamentos

Congresso debate uso racional de medicamentos

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, participou da abertura do VII Congresso Brasileiro sobre o Uso Racional de Medicamentos, na última terça-feira (10), evento que contou com mais de mil inscritos. Na ocasião, detalhou os trabalhos da pasta para a formação de profissionais de saúde que atuam com a dispensação de remédios.

“Somos a única Secretária de Saúde que tem uma universidade dentro dos seus domínios. Temos cursos de medicina, de enfermagem e uma escola técnica também”, lembrou ele. “E são oferecidas 1,5 mil vagas de residências para profissionais de saúde, sendo que 584 são para categorias multiprofissionais, na qual também estão inseridos os farmacêuticos.”

Além disso, lembrou que 80 servidores de assistência farmacêutica estão matriculados na qualificação para Atenção Primária, em uma iniciativa em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “Isso é muito importante para oferecer aos nossos farmacêuticos uma condição melhor na educação permanente”, destacou Okumoto, que também representou o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass).

Certificação

O secretário também parabenizou os farmacêuticos da Secretaria de Saúde do DF que receberam a certificação do Projeto de Implantação da Rede de Apoio à Assistência Farmacêutica do Sistema Único de Saúde (SUS).

O foco foi na implantação do cuidado farmacêutico e do uso racional de medicamentos no tratamento da artrite reumatoide.

Desde o início do projeto, cerca de 170 pacientes com artrite reumatoide no DF já foram atendidos neste serviço. Ao todo, foram feitas 358 consultas farmacêuticas.

Consórcio

Okumoto destacou no seu discurso os trabalhos do Consórcio Brasil Central, do qual é coordenador pela Secretaria de Saúde. O objetivo da autarquia é promover o desenvolvimento econômico e social por meio de planejamento estratégico de ações continuadas em diferentes frentes. Entre elas, a aquisição de medicamentos.

“Desde quando foi assinado o consórcio, pela primeira vez estamos conseguindo, de forma rápida, a aquisição de medicamentos do componente especializado”, contou o secretário. “Em 40 dias, conseguimos lançar dois editais. Inicialmente, seriam 106 medicamentos. Mas queremos chegar, até o final do ano que vem, com a aquisição de mil medicamentos”, garantiu.

A autarquia pública é composta pelo Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins. Foi criada em 3 de julho de 2015, durante o Fórum dos Governadores do Brasil Central.

O Congresso terá três dias de atividades, entre cursos, oficinas, palestras, mesas redondas, painéis, além de atividades interativas, os quais contarão com a contribuição de personalidades marcantes, tanto a nível nacional como internacional.

Os principais eixos abordados serão ‘medicalização’ da sociedade, resistência antimicrobiana, segurança do paciente e assimetrias de acesso no uso racional de medicamentos.

Com informações da Secretaria da Saúde

Fonte: Agência Brasília

Anúncios

Artigos Relacionados

Unifesp Recruta Voluntários – Artrite Psoriásica

Priscila Torres

Múmias de mais de 200 anos auxiliam medicina na luta contra a tuberculose

Priscila Torres

O fornecimento do Ministério da Saúde e a compra de Cloroquina para Pacientes Reumáticos com prescrição médica não será interrompido 

Priscila Torres
Loading...