Doenças Reumáticas Esclerose Sistêmica Notícias

Cartilha virtual orienta pessoas com esclerose sistêmica

Material foi produzido por professores, alunos e profissionais de saúde participantes de projeto de extensão da Medicina da UFMG

A interrupção de algumas atividades em hospitais devido à pandemia do novo coronavírus tem estimulado projetos a buscarem alternativas para continuar orientando os pacientes. Uma delas é a cartilha virtual Orientações da Terapia Ocupacional das Pessoas com Esclerose Sistêmica, recém-lançada pela equipe do “Grupo de orientação aos pacientes com Esclerose Sistêmica“, um projeto de extensão da Faculdade de Medicina da UFMG em parceria com o Serviço de Reumatologia e equipe multiprofissional do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade.

Tomar banho com água morna, não esfregar o corpo com buchas e usar sabonete somente em regiões específicas do corpo, são algumas dicas de autocuidado que constam na cartilha. O material também orienta sobre como prevenir ulceras digitais (feridas nos dedos) e o fenômeno de Raynaud (sensibilidade aumentada ao frio), dá dicas para evitar fadiga e cansaço e para proteger as articulações.

Imagem retirada da cartilha Orientações da Terapia Ocupacional das Pessoas com Esclerose Sistêmica.

A esclerose sistêmica é uma doença autoimune, inflamatória e crônica que acomete a pele, pequenos vasos sanguíneos e articulações, e que pode evoluir para fibrose e comprometimento de órgãos internos. De acordo com a coordenadora do projeto, Debora Cerqueira Calderaro, professora do Departamento do Aparelho Locomotor da Faculdade de Medicina da UFMG, essas dicas seriam passadas, presencialmente, aos pacientes que fazem acompanhamento regular no Serviço de Reumatologia do HC e no grupo de orientação aos pacientes que iniciaria em março no hospital.

“Como as consultas foram reduzidas e os grupos estão suspensos, temos a proposta de divulgação das cartilhas por meio digital, para tentar atingir os pacientes que usem essas mídias”, explica a professora.

De acordo com ela, o material também ajuda a implementar a preparação do grupo de orientação para quando as atividades puderem ser iniciadas presencialmente.

“A partir de questões consideradas importantes por nossa equipe, ou que surgem a partir dos pacientes, desenvolvemos materiais educativos para exposição durante a participação nos grupos e, para abranger um maior número de pacientes”, esclarece.

CARTILHA-ESCLEROSE-SISTÊMICA

Equipe

Participam do Grupo de orientação aos pacientes com Esclerose Sistêmica: Professoras do Departamento do Aparelho Locomotor Débora Cerqueira Calderaro e Gilda Aparecida Ferreira; as médicas reumatologistas de vínculo com a UFMG, Flávia Patrícia Sena Teixeira Santos e Maria Raquel da Costa Pinto; as terapeutas ocupacionais da equipe multidisciplinar do HC/UFMG Júnia Amorim Andrade e Liliane Morais Amaral. e os acadêmicos de graduação em Medicina, Caio Carvalhais Chaves e Terapia Ocupacional, Fernanda Danielle Silva Oliveira e Ana Letícia Fontes  de Oliveira Marcelino.

Fonte: Medicina UFMG.

Related posts

Audiência debaterá dispensação de medicamentos biossimilares

Priscila Torres

Especialistas promovem II Jornada de Imunologia Clínica e Alergia, em São Paulo

Priscila Torres

O que os médicos precisam saber sobre reumatologia?

Priscila Torres
Loading...