Você consegue ser você mesmo?

Muitas pessoas são taxadas de falsas por venderem uma imagem daquilo que não são. Mas porque isso acontece?

As razões são inúmeras, vamos entender algumas:
Existem pessoas que se vestem e se comportam de maneira diferente da sua verdadeira essência, justamente para fazer parte de grupos e para serem aceitas. Outras já preferem não expor suas opiniões e suas verdades por preguiça de se posicionar, justamente pelo fato de que em experiências anteriores foram mal interpretadas ou não compreendidas. Então essas pessoas simplesmente se anulam.

Também existem algumas pessoas que simplesmente gostam de ser diferentes, com a ideia de chocar o outro, de se destacar de ser visto como corajoso, excêntrico e etc. Existem também as pessoas que tentam ser gentis, amorosas mas acaba soando falso. Não é que a pessoa esteja “atuando”, porém ela ainda não sente verdadeiramente aquelas virtudes e  pode estar de maneira robótica tentando ser do jeito que ela acredita que seria melhor se fosse. É um projeto de pessoa bondosa.

O que todas essas pessoas tem em comum? O fato de ser elas mesmas é algo difícil, justamente porque ainda não se aceitaram como realmente são, é necessário uma autoafirmação para serem aceitos pelo outro e por si mesmo. E como proceder? O caminho seria a terapia para se conhecer verdadeiramente e ir em busca do desejo de ser aceito e do porque isso é tão importante. Uma dica para quem não faz terapia é tentar pensar que talvez o que você tem de diferente do outro seja algo importantíssimo! As suas verdades e a suas experiências de vida podem contribuir para as suas relações interpessoais, tudo isso faz de você único! Você pode falar de si, se vestir e se pintar como você realmente quer. Isso fazer de você alguém especial! Porque minha querida Beldade quando você acredita em você e quando você ama a sua história, não importa mais nada o que o outro pensa de você! O segredo é ser leve com você mesmo!

Psicanalista, escritora e pedagoga
Colunista

Psicanalista (Instituto Paulista de Psicanálise), Pós-graduada em clínica Psicanalítica (Faculdade Einstein), Psicopedagoga clínica (FAAT), Acupunturista- MTC, Terapeuta Floral de Bach (Instituto Avalon, Ahau, Bioacupuntura, Okido Terapias, holus), Escritora, Pedagoga (FAAT) e Atriz (USF e escola de atores Wolf Maya-globo).

×
Psicanalista, escritora e pedagoga

Psicanalista (Instituto Paulista de Psicanálise), Pós-graduada em clínica Psicanalítica (Faculdade Einstein), Psicopedagoga clínica (FAAT), Acupunturista- MTC, Terapeuta Floral de Bach (Instituto Avalon, Ahau, Bioacupuntura, Okido Terapias, holus), Escritora, Pedagoga (FAAT) e Atriz (USF e escola de atores Wolf Maya-globo).

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!