Upadacitinibe Atinge Metas Iniciais de Tratamento em Estudo Clínico de Fase 3 com Pacientes de Artrite Reumatoide

Upadacitinibe, em desenvolvimento pela AbbVie, é um agente sendo estudado como terapia oral de dose única diária para, seletivamente, inibir a proteína JAK1, que desempenha papel importante na patofisiologia da artrite reumatoide

Estudo clínico de fase 3, que demonstra resultados positivos de upadacitinibe: cerca da metade dos pacientes apresentaram baixa atividade da doença em ambas dosagens avaliadas, sendo que cerca de 30 por cento apresentaram remissão clínica.

A biofarmacêutica global AbbVie anuncia resultados positivos do estudo de fase 3 chamado SELECT-NEXT, que avalia o uso de upadacitinibe (ABT-494), um inibidor seletivo oral de JAK1, em pacientes com artrite reumatoide moderada a grave, que não responderam adequadamente ao tratamento convencional com DMARDs – Drogas Antirreumáticas Sintéticas Convencionais Modificadoras de Doença. Os resultados mostraram que após 12 semanas de tratamento, em dois esquemas de dosagem (15 mg e 30 mg), os pacientes atingiram a meta principal do estudo, que inclui melhora funcional, segundo índices de medição pelos critérios da Associação Americana de Reumatologia, e baixa atividade da doença.

“Estamos bastante impressionados com estes resultados promissores de upadacitinibe. A inibição seletiva de JAK1 pode oferecer uma nova forma de tratamento para pacientes com artrite reumatoide, que não respondem adequadamente às terapias convencionais”, afirmou o médico Michael Severino, vice-presidente e principal executivo científico da AbbVie. “Estamos especialmente encorajados pelos resultados apresentados mesmo por critérios bastante rigorosos, incluindo baixa atividade da doença e remissão clínica. A liderança da AbbVie em tratamentos de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide, nos proporciona uma oportunidade de aproveitar essa nossa compreensão e desenvolver terapias inovadoras para atender necessidades dos pacientes ainda não supridas”.

Resultados na semana 12 de tratamento mostraram que entre os pacientes que receberam 15 mg ou 30 mg de upadacitinibe, em dose única diária, 64 por cento e 66 por cento, respectivamente, obtiveram o índice ACR20, em comparação com os 36 por cento de pacientes que receberam placebo. 38 por cento e 43 por cento dos pacientes que receberam 15 mg e 30 mg, respectivamente, apresentaram índice de resposta ACR50, contra 15 por cento dos pacientes que receberam placebo. Índice ACR 70 foi obtido por 21 por cento e 27 por cento dos pacientes em tratamento com 15 mg e 30 mg, contra 6 por cento dos pacientes que receberam placebo. Baixa atividade da doença foi alcançada por 48 por cento dos pacientes que receberam upadacitinibe, em qualquer dosagem, versus 17 por cento dos pacientes que receberam placebo. Além disso, a remissão clínica foi atingida por 31 por cento e 28 por cento dos pacientes que receberam, respectivamente 15 mg ou 30 mg de upadacitinibe, contra 10 por cento dos que receberam placebo.

ACR20/50/70 é um índice definido segundos os critérios do Associação Americana de Reumatologia, que mede a atividade da doença e a melhora do inchaço e rigidez nas juntas (e em quantas juntas), avaliação de dor e atividade geral da doença.

“Chegar à baixa atividade da doença em cerca de metade dos pacientes em 12 semanas, tanto com níveis altos e baixos de dose, é bastante encorajador”, disse Gerd Burmester, Professor de Medicina, do Departamento de Reumatologia e Imunologia Clínica, Charité Berlin.

Sobre o estudo SELECT-NEXT

O SELECT-NEXT é um estudo de fase 3, multicêntrico, randomizado, com comparativo com uso de placebo, para avaliar a segurança e eficácia de dois esquemas de doses (15 mg e 30 mg) de upadacitinibe, em pacientes adultos com artrite reumatoide de moderada a grave, em tratamento com dose estável, mas resposta inadequada, a DMARDs.

Sobre o programa de estudos clínicos SELECT

O programa robusto de fase 3 SELECT avalia mais de 4.000 pacientes com artrite reumatoide de moderada a grave em seis estudos. Os estudos incluem avaliação da eficácia, segurança e tolerabilidade em diferentes grupos de pacientes com artrite reumatoide. As principais medidas de avaliação incluem respostas segundo os índices ACR, atividade da doença e inibição da progressão radiográfica da doença.

Sobre Upadacitinibe
Descoberto e desenvolvido pela AbbVie, upadacitinibe é um agente oral planejado para seletivamente inibir JAK1, que desempenha papel importante na patofisiologia da artrite reumatoide. Estudos de fase 3 de upadacitinibe em artrite estão em desenvolvimento e também para tratar doença de Crohn, colite ulcerativa e dermatite atópica. Upadacitinibe está em estudos e não é aprovado pelas agências regulatórias. Seu perfil de segurança e eficácia ainda não está estabelecido.

Fonte: Maxpress

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!