if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Uma batalha diária

1

Descobri a doença aos 17 anos de idade. Tudo começou quando meus punhos e cotovelos começaram a inchar constantemente, sentia muitas dores e logo percebi que o que estava acontecendo não estava certo, tinha algo de errado. Logo meus pais me levaram ao médico onde fiz uma série de exames no qual obtive o diagnóstico de ser portadora de AR. No início foi um choque, eu era muito nova, não compreendia muito bem, pois falavam que era doença de idoso, então porque logo eu?

O meu médico na época me explicou como era a doença que não tinha cura, porém tinha tratamento. Comecei fazer o uso de uma série de medicações, acompanhamento médico, fiz o uso de metotrexato, meloxicam, predinisona, Reuquinol, Bonecal D e ácido fólico, uma batalha diária. Mesmo fazendo o uso de todas essas medicações sentia dores, minhas mãos doíam muito, tinha dias em que não conseguia nem fechar as mãos de tanta dor, meu cotovelo não conseguia esticar muito, pois doía, tudo doía, meu joelho esquerdo começou a inchar muito, já não conseguia dobra-lo, onde tive que fazer uma pequena cirurgia para retirar um liquido que juntou no meu joelho devido a AR.

Devido as medicações não estarem resolvendo muito o meu problema iniciei um processo de infusão, de dois em dois meses eu faço o uso do infliximabe, um medicamento biológico que tem me ajudado muito, aliviando minhas dores, e continuo fazendo o uso das outras medicações em dose menor. Não desanimei nunca, sempre tive o apoio da minha família que é minha base, e meus amigos. Aprendi a conviver com a dor, pois não podemos desanimar nunca, o segredo é ter FÉ! “Dor Compartilhada é Dor Diminuída”

Me chamo Michele dos Santos Moreira, tenho 20 anos, convivo com a artrite reumatoide juvenil há 3 anos, moro em Cacaulandia – RO.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Anúncios

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: