Técnica sem cirurgia ganha espaço em tratamento de tendão rompido

A cultura clínica está sofrendo uma mudança de abordagem no tratamento de lesões osteomusculares, indica um novo estudo que avaliou a maneira com que médicos lidam com o problema. Analisando a maneira com que casos de ruptura do tendão de Aquiles, no calcanhar, são tratados, um estudo concluiu que procedimentos que não requerem cirurgia também são eficazes.

“No passado, acreditava-ase que procedimentos de operação era muito superiores aos não operativos por causa de um risco inaceitável de recorrência da ruptura sem a operação, mesmo diante dos riscos conhecidos do tratamento cirúrgico”, escreve o médico Minton Cooper, autor do estudo. “Com o advento de reabilitação funcional, em contraposição a longos períodos de imobilização com gesso, o risco de re-ruptura com o tratamento não operativo se mostrou comparável ao do tratamento cirúrgico, e com uma diminuição na taxa de outras complicações.”

Segundo o pesquisador, da Universidade da Virgínia, nos EUA, técnicas de manipulação osteomuscular externa ou técnicas percutâneas (que requerem perfuração, mas não cirurgia aberta) comparáveis ou superiores a operações tradicionais para tratar tendão rompido. O resultado, diz, depende de fisioterapia e reabilitação funcional adequadas.

Segundo o médico, é preciso que mais pesquisas sejam feitas, porém, para que se possa determinar melhor qual tratamento é mais adequado em qual caso. Homens jovens, por exemplo, parecem se beneficiar mais da cirurgia do que mulheres mais velhas. Tratamentos iniciados muito tempo após a lesão, também são menos eficazes.

Os resultados do estudo, que revisou a literatura médica recente sobre o assunto, foram publicados no periódico científico “Clinics in Sports Medicine”.

Fonte: G1

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: