Só me resta ter fé e analgésicos

No final de 2015 tive algo que me disseram ser “zica” mas como era muito recente não havia exame diagnóstico para descobrir ao certo. Sentia dores que corriam pelas articulações, dor na pele do corpo todo e febre. Voltei a ter esses sintomas com exceção da febre mais umas 3 vezes durante o ano passado sem conseguir descobrir o que era. Então comecei a sentir muita dor e cansaço nos pés e tornozelos, que ficavam inchados. Procurei a Vascular e nada, ortopedista e nada.

Final do ano passado as dores voltaram com força total, mas menos difusas, mais localizadas, sentia muita dor nas articulações dos dedos e certo dia uma dor tão intensa no indicador e um calombo cresceu e não sumiu mais. Eu soube o que era na hora. Procurei o Reumato e lá estava o diagnóstico, Artrite Reumatóide ou Reumatismo como é popularmente conhecido.

 As dores tem aumentado a cada dia, as vezes tenho uma folga, mas ela esta sempre lá em algum lugar. Me perguntaram como é, qual intensidade, eu acho que a melhor descrição é quando tomamos uma pancada no cotovelo ou canela, sentimos a dor por alguns minutos, pois então, só que ela não passa, só aumenta. O medico me passou um conjunto de medicações mas até agora não vi melhora, dizem que pode demorar até 6 meses para ter resultado. Faz apenas um mês.  Desejo voltar e contar como foi e dizer que deu tudo certo. Mas o que é o certo, só Deus sabe. As vezes choro sozinha, pois a dor deixa a gente triste, impotente. Acredito que tudo tenha uma razão, e que saberemos um dia. Só me resta ter fé e analgésicos é claro. Sintam-se abraçados! Meu sincero carinho a todos que estão nessa jornada.

Me chamo Priscila Paolini, tenho 41 anos, convivo com artrite reumatoide há um ano, sou cabeleireira de cachorros, moro em Araraquara – SP. 

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

1 Comentário

  1. Eu tenho AR desde o ano 2009. Vai passar, é certo que um mês é muito pouco tempo de tratamento, principalmente porque os medicos començam com doses muito baixas de remedios e com os remedios mais simples, de acordo com a sua evolução o médico vai ir façendo os ajustes até a dor passar. Por enquanto pode pesquisar quais são as comidas que podem ajudar você e quais evitar, também é importante se movimentar, fazer exercícios sempre… Não se renda!

Olá, deixe um comentário!