Quando meus amigos falaram para eu ir ao reumatologista, eu ri, pensei, não tenho reumatismo, isso só dá em gente mais velha

Tudo começou quando eu comecei a sentir muitas dores nas costas, mas não liguei muito por que pensava ser excesso de trabalho, então não me importei, mas foi uma semana depois que as dores ficaram mais fortes e eu nem consegui me levantar para trabalhar, então procurei um ortopedista que falou que não era nada grave, apenas muito trabalho que eu teria que descansar um pouco mais, mesmo assim as dores só aumentaram e por isso fiquei vários dias sem ir ao trabalho.

Então meus amigos me falaram para procurar um reumatologista, mas eu ri, e falei, mas eu não tenho reumatismo, isso só dá em gente mais velha,  fui ao médico ele me fez várias perguntas e me pediu vários exames,  achei tudo estranho mas fiz.

Quando saiu o resultado marquei para levar para o médico, cheguei entreguei os exames, ele olhou tudo, olhou pra mim e pediu pra eu ficar calma, eu respondi tudo bem o que está acontecendo, ele falou você está com Artrite,  eu perguntei o que é isso, você esta com artrite reumatoide por isso dessas dores, não tem cura mas tem tratamento e você não vai poder fazer algumas coisas.

Meu mundo simplesmente desabou fiquei sem chão, não acreditei, e o que mais me matou foi quando ele falou que não tinha cura, chorei igual uma criança e perguntei a Deus porque comigo, o médico me olhou e falou de agora em diante a gente vai estar juntos nessa.

Cheguei em casa com uma tristeza sem tamanho, não acreditei no que tava acontecendo, minha vida virou de cabeça pra baixo, não aceitava isso, não queria fazer o tratamento, entrei em depressão só queria ficar só no meu canto, o trabalho já não conseguia ir, amigos desaparecendo, a família às vezes achava tudo frescura e o pior fiquei sem trabalho.

Depois disso tudo eu olhei pra mim e não me reconhecia mais, pedi a Deus para não desistir de mim. No dia seguinte com muita dor, chorando eu decidi que essa doença não ia me me matar, procurei meu médico e resolvi fazer o tratamento, foi tudo difícil mais eu decidi viver e conviver com a Ar hoje não estou tão bem, porque ela agravou muito, mas estou de pé e não vou desistir de mim, o que eu quero eu faço por mais que me digam não, eu vou dizer que eu quero eu posso e eu consigo porque maior que tudo isso é o meu Deus que me dá forças todos os dias.

Sou a Ana Raquel da Silva, tenho 26 anos, moro no Rio de Janeiro, convivo com o diagnostico de artrite reumatoide há 2 anos, trabalho como atendente.

Se você gostou deste depoimento, participe enviando sua história através do formulário online > “Conte a sua História” 

 www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!