Pulsoterapia com Metilprednisona

É a administração de altas doses de corticoide, através da veia. Por um curto período. O corticoide utilizado na Pulsoterapia é o Solumedrol (Metilprednisolona) a dose varia de 1000 mg/dia em 3 dias ou 5 dias. A pulsoterapia é um procedimento comum no tratamento de inúmeras doenças auto-imune, tais como Lúpus, artrite reumatoide, esclerose múltipla, doença de devic, neurite ótica, enfim uma infinidade de doenças podem ser tratadas com pulsoterapia.

A pulsoterapia é uma conduta médica, geralmente em momentos de “crises” ou “surtos” da doença. É uma imunossupressão forte que tem como principal objetivo neutralizar os efeitos da doença, buscando a estabilização da crise.


Como é feita a pulsoterapia:

A pulsoterapia é como um soro que recebemos na veia. O enfermeiro punciona uma acesso venoso e instala um soro com o corticóide dentro (metilprednisona – Solumedrol).
O procedimento costuma demorar de 2 a 4 horas.
Geralmente é feito em 03 ou 05 dias.
03 dias de infusão venosa de 1000 mg de solumedrol por dia ou até 05 dias de infusão venosa de 1000 mg de solumedrol por dia.

Antigamente a pulsoterapia era realizada apenas em ambiente hospitalar com o paciente internado, hoje os grandes hospitais já realizam a pulso em esquema de hospital-dia, onde o paciente vai até o hospital recebe a medicação e volta pra casa.

A pulsoterapia às vezes pode ser continuada com administração oral de corticoide, tipo através de 3 dias de corticoide na veia, e altas doses de corticoide (tipo 60 mg de prednisona/por dia),  em esquema de cascata.

A cascata de corticoide é: a administração de prednisona em doses elevadas em ordem decrescente, começamos com 60 mg e vamos fazendo o desmame até a dose de retirada ou substituição do corticoide por outro medicamento.


O que sentimos durante a pulsoterapia

Durante a infusão da pulsoterapia cada pessoa reage de uma forma diferente, sendo o mais comum sentir;
– Aumento dos batimentos cardíacos.
– Aumento da Pressão Arterial
– Suor frio
– Sensação de medo, opressão.
– Euforia
– Sono
Deve ser verificado a Pressão Arterial e o Pulso antes da infusão, durante e depois.
Em alguns pacientes deve ser feito também o controle da Glicemia Capilar (dextro para verificar a glicose).


Cuidados a serem tomados antes e depois da Pulsoterapia

Cuidados Antes

– O médico costuma pedir exames de sangue (hemograma + VHS), raio de tórax e Urina I, além do exame físico para excluir a possibilidade de infecção ativa.
– Uma pulsoterapia não deve ser realizada se o paciente apresenta sinais de infecção ativa, tais como febre, tosse persistente e indeterminada, infecção urinária, por isso é um procedimento médico que deverá ser realizado na unidade hospitalar e sob supervisão de um enfermeiro.

Depois da Pulsoterapia

Beber muito líquidos, água, sucos e evite refrigerantes.
Deve-se evitar aglomeração de pessoas.
Manter dieta, com pouco sal e controle do açúcar.
Contato com pessoas gripadas.
Evite esforço físico (nos primeiros dias pós-pulso)


O que sentimos depois da pulsoterapia

Cada pessoa reage de uma forma diferente, a quem diga que não sente nada, outras pessoas como eu, tem reações desagradáveis tais como;

  • Aumento de peso por retenção de líquido.
  • Rosto quente e vermelho, eu sinto meu rosto pegando fogo.
  • Insônia
  • Sonolência nos primeiros dias pós-pulso.
  • Insônia depois de uns 10 dias que recebi a pulso.
  • Hiperglicemia (diabetes medicamentosa, após o efeito imediato da pulso, a glicemia volta ao normal).
  • Hipertensão (pressão alta)
  • Irritabilidade: na semana que recebo a pulsoterapia eu tenho períodos de extrema irritabilidade, falta de paciência, qualquer coisa é capaz de me tirar do sério.
  • Dor Muscular: após a pulso costumo sentir dores musculares em todo o corpo, sendo mais frequente na altura do pescoço, braços, pernas.
  • Sensação de fadiga
  • Fadiga Muscular

Apesar de tudo, a pulsoterapia é  necessária, pois é uma forma de tentar estabilizar a crise com rapidez, evitando assim o progressão da doença.

Converse com seu médico, com o enfermeiro, tire todas as suas dúvidas e acredite é um procedimento seguro.


Orientações para solicitar o medicamento no SUS

Para que estes medicamentos sejam dispensados é necessário que o médico preencha o documento Laudo de Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamento do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica LME.

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

3 Comentários

  1. minha mãe esta com atriti esta pendendo a visão o oftamo acosenho a punsoterapia mais ela tem diabete epatite c presão alta o reumatologia desaconhelho este tipo de tratamento por favor preciso de uma opinião [email protected]

  2. Minha mãe tem artrite,artrose,osteoporose e já fez várias cirurgias tipo:revisão de prótese(fêmur),os tendões das mãos.Gostaria de saber se ela pode fazer esse tipo de tratamento?

    • Olá, Dinair
      A Pulsoterapia tem indicação médica restrita, somente quem pode responder essa pergunta é o médico que cuida da sua mãe, converse com ele.
      Boa Sorte!!

Olá, deixe um comentário!