Os biológicos me trouxeram a vontade de viver

Olá meu nome é Dayane Ferreira, moro em Florianópolis e tenho 28 anos de idade e comecei a apresentar os sintomas da AR há seis anos. Ela veio muito agressiva e revirou a minha vida de pernas pro ar.

Num dia eu estava em perfeita saúde e no outro não conseguia nem respirar direito de tanta dor, acordei em um dia de maio com a sensação de que um caminhão passou por cima de mim, fui ao hospital e me deram uma injeção pra dor dizendo que era só uma dor muscular por algum esforço que eu poderia ter feito.
Mas as dores foram piorando e eu não conseguia nem levantar da cama, meus pés ficaram super inchados e vermelhos, parecia que eu tinha enfiado o pé numa colmeia de abelhas e tinha levado mais de mil picadas! Não conseguia nem levantar uma xícara, a dor era tanta que eu nem raciocinava mais direito. Foi muito difícil, Tive que pagar para ter uma consulta com reumatologista, por que pelo SUS já estava aguardando há 4 meses e eu só tomava corticoide e anti-inflamatórios, que me fizeram engordar 14 quilos!
Fiquei desesperada, o meu primeiro médico me receitou hidroxicloroquina, metotrexato e Arava, para eu começar a tomar esses medicamentos levei quase 3 meses, pois tive que entrar com um processo na farmácia escola da UFSC, porém esses medicamentos não me fizeram o efeito desejado e fiquei na mesma situação: cheia de dores e inchaços. Até que um dia consegui consultar com um medico do SUS, e ele falou que esses medicamentos que eu estava tomando, meu organismo não estava se adaptando, então ele me receitou o Humira e permaneci com o metotrexato. Já na primeira aplicação senti a diferença, era bálsamo pra mim, fazia tempo que não sabia o que era não sentir dor, e fiquei mais animada e com vontade de viver.
Ainda é muito difícil conviver com essa doença, ainda tenho muitas limitações, mas hoje conto com apoio psicológico, e da família pois tenho uma tia que também tem AR já há 12 anos. Depois que descobri o blog, também me deu muita força ao saber que pessoas que passam pelo mesmo problema que eu estão por aí tentando viver e ajudar quem esta na mesma situação.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Anúncios

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de Artrite Reumatoide aos 26 anos, enquanto atuava como enfermeira, estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros. De repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

1 Comentário

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!