O intercâmbio de informações entre pessoas com artrite é muito positivo

Após muitas consultas (com diversos médicos ortopedistas) e vários medicamentos (inclusive infiltração nos ombros), para artrite reumatoide. Em uma consulta com uma médica ela viu manchas nos cotovelos e pulsos e perguntou-me o que era, eu informei a ela que consultava com dermatologista e que tinha psoríase, então ela achou que eu podia ter artrite psoriásica. E hoje eu tomo medicamento para as duas coisas.

Quais eram os seus sinais e sintomas? o que você sentia?
Sentia dores nas articulações, principalmente no pulso e dedos. Hoje já tenho deformações nos dedos, e enrijecimento das articulações do pulso.
Hoje tenho minha coluna toda dolorida, não me permitindo alguns movimentos, levanto-me e já tenho que tomar anti-inflamatórios e relaxantes musculares para poder fazer alguma coisa.

Você sofreu algum tipo de preconceito?
Só quando algumas pessoas veem os dedos deformados e o pulso rígido, com poucos movimentos. E a psoríase nas costa e nos cotovelos (só uso camisa manga comprida) e nos joelhos (não uso calção de banho e nem bermuda).

Dos primeiros sintomas até chegar o diagnóstico, quanto tempo demorou?
Já nas primeiras consultas.

Qual foi a especialidade do primeiro médico que você passou? e do médico que
fechou o seu diagnostico?
Médico ortopedista e reumatólogos.

Quais foram os exames que ajudaram a fechar o seu diagnóstico?
Raio x, e exames de sangue e urina.

Qual foi o seu primeiro tratamento medicamentoso?
Antiinflamórios

Como é o seu tratamento hoje?
Antiiflamatórios, relaxante muscular e anti-psoriatico.

Você sofreu o sofre com efeitos colaterais dos medicamentos? como convive com
isso? Alguma dica? Como é seu dia a dia com os remédios?
Estes medicamentos atacam primeiramente o estomago (gastrite), e o figado e rins, assim sendo temos que tomar outros medicamentos para isto.

O que passou pela sua cabeça, quando o médico falou “você tem a doença”?
A auto estima já vai ficando abalada, além das dores (obrigando a tomar o mais rápido possível os medicamentos.

A doença de alguma forma mudou a sua vida? se mudou, conte­nos, o que mudou e
Como mudou?
As dores e o travamento das articulações levam você a mudar seus hábitos.

O que você fazia antes da doença e hoje não faz mais?
Subir em escadas para arrumar alguma coisa e forros ou telhados. fazer algum serviço agachado ou curvar a coluna.

Se você pudesse melhorar alguma coisa no tratamento da sua doença no Brasil, o
que mudaria?
Tenho noticias que existe medicamentos melhores, principalmente nos EUA.

Quer falar mais alguma coisa?
Porque que o Governo Federal não libera a importação de medicamentos melhores a custos acessíveis?

Deixe uma frase de incentivo, apoio:
O intercâmbio de informações entre os sofredores destas doenças, é muito positivo.

Sou o Onivaldo, convivo com Artrite Reumatoide e Artrite Psoriásica, sou casado, aposentado e moro em Garuva/SC.

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!