Novas diretrizes para o tratamento de artrite reumatoide serão apresentadas nesta quinta-feira em Florianópolis

Evento termina no sábado e tem pelo menos 20 conferencistas estrangeiros

Na quinta-feira (14\09), durante o segundo dia da 34ª edição do Congresso de Reumatologia, que está sendo realizado no Centrosul, em Florianópolis, serão apresentadas as novas diretrizes para o tratamento de artrite reumatoide (AR). Participam do evento mais de 2.300 médicos do Brasil e do mundo em um intenso debate sobre as mais de 120 doenças reumatológicas. O evento encerra no sábado às 12h.

A mesa redonda Tratamento da AR no Contexto Socioeconômico Brasileiro – As Visões do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), que apresentará a novas diretrizes, inicia às 14h e participam o presidente da SBR, George Christopoulos, a coordenadora da Comissão de Artrite Reumatoide (AR) da entidade, Licia da Mota, e o coordenador de Atenção Especializada à Saúde, do Ministério da Saúde, Emmanuel de Oliveira Carneiro, que aborda o desafio financeiro do tratamento da AR no cenário atual, custos diretos e indiretos. A artrite reumatoide acomete cerca de 1% da população brasileira e pode levar à incapacidade física.
Outro momento aguardado pelos médicos na quinta-feira é a participação do norte-americano Michael McClung, que apresenta a partir das 16h a conferência Osteoporose: o que há de mais novo em 2017. McClung é uma das referências no tratamento desta doença reumatológica, sendo ele o criador da calculadora que mede os riscos de fratura em pacientes com osteoporose.

Primeiro dia

No primeiro dia do Congresso Brasileiro de Reumatologia, destaque para a britânica Laura Coates, que ministrou curso sobre Artrite Psoriásica – Estratégias de Tratamento e Monitorização. No final da tarde, o alemão Xenofon Baraliakos fez uma retrospectiva do ano: O que aprendemos sobre o tratamento de Expondiloartrite Axial.
Paralelo às atividades técnico-científicas do primeiro dia do Congresso, aproximadamente 500 pacientes, cuidadores, profissionais de saúde e familiares participaram do curso gratuito de Educação em Saúde para Pessoas com Doenças Reumáticas.

“Os debates estão sendo muito produtivos. Depois da oncologia, a reumatologia é a especialidade médica que mais cresce. E isso causa um grande impacto social tendo em vista que cada vez mais os novos tratamentos promovem mais qualidade de vida aos pacientes”, afirma Ivanio Pereira, presidente desta edição do Congresso Brasileiro de Reumatologia.

Informações: www.sbr2017.com.br

Foto: FabrÍcio de Almeida Imagem e Arte

 

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!