Nos EUA, enfermeira vira paciente de criança que cuidou 25 anos atrás

A americana Lynn Bartos, 66, sempre gostou da enfermeira de voz suave que ia cumprimentá-la calorosamente na clínica de infusão da área de Milwaukee (EUA), onde ela tratou-se de uma artrite reumatoide. E como o mundo é mesmo pequeno, as duas descobriram que tinham uma ligação muito mais profunda.

“Acho que em algum lugar dentro de mim havia algo dizendo: ‘Há algo de familiar naquela jovem mulher'”, disse Bartos, também enfermeira.

Essa enfermeira de voz suave, Nicole Krahn, 30, foi designada para tratar de Bartos em uma clínica onde ela vai a cada cinco semanas.

Krahn achou que o nome Bartos ‘soava familiar, mas não conseguiu localizá-lo na memória.

Foi conversando que elas descobriram que se conheceram há muitos anos. Krahn, cujo intestino se torceu logo após o nascimento e foi a maior parte removido, teve que ser alimentada por via intravenosa durante os primeiros anos de sua vida, justamente onde Lynn trabalhava, e era chamada por Nicole de “Sweet Lynney.”

Foi folheando uma revista do hospital com uma reportagem sobre cuidados de longa duração de 1988 que Lynn se deu conta da onde se conheciam.

As duas não se viam há 25 anos, desde que Bartos mudou de emprego.

Nicole disse que sempre quis ser uma enfermeira e que a bondade de Lynn Bartos influenciou o modo como ela se relaciona com os pacientes.

“Não sei se é um mundo pequeno, ou se era para eu para cuidar dela depois de todos esses anos”, disse Nicole. “Foi um presente me reconectar com Nicole”, disse Lynn.

Fonte: Noticias Uol

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!