No inverno o frio, no verão o calor!

A Artrite Reumatoide é de fato uma doença de fases, fases que mudam com as estações do ano.

No inverno o nosso grande vilão é o frio, frio que piora a rigidez matinal, frio que dói para levantar da cama e dar os primeiros passos, frio que dói para colocar as mãos em água fria, frio que nos deixa inertes debaixo da coberta esperando a “dor passar”. O inverno passa, e logo, estamos cheios de esperanças, o frio passou e lá vem o calor.

Então, o Verão chega, a gente sempre se empolga, afinal, acabou aquela dor do frio, é o frio dói!

Mas com o verão vem a fadiga, fadiga que nos acompanha, acordamos sem ter que enfrentar o impacto do frio, mas no final da tarde estamos tão cansados que parece que carregamos o mundo nas costas. E no verão também, parece que nossas extremidades (mãos, pés) ficam um pouco mais inchadas, ainda não sei avaliar, se é edema ou se é coisa da minha cabeça. Ainda não sei também, se a fadiga do verão é característica da Artrite Reumatoide, mas desde 2006, passaram vários invernos e verões, e todo verão passou a ser pra mim composto de muita fadiga, é fadiga, não é preguiça!

A fadiga é uma luta do nosso corpo contra a nossa cabeça, o corpo pede, deita, a cabeça fala, levanta!.Um conflito, no inverno eu deito para aquecer e no verão eu deito para descansar.

Estamos ainda na primavera, mas não esqueçam o protetor solar!

Colunista no Portal Reumatoguia  “Recomeçar a Vida com Artrite Reumatoide”

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));