No Dia Mundial da Artrite uma mãe não pode brincar com seu filho e é surpreendida por um bilhete

“Mãe não fica triste não poder me levar no horto, não tem problema porque eu te amo”.. Ass: Pedro, o filho que te ama muito!
Esse foi o bilhetinho que o Pedro, deixou para sua mãe que convive com artrite reumatoide e não estava se sentindo bem para leva-lo para brincar no Horto Florestal. A Daiana Lourenço, foi dormir triste e até chorou por não ter condições físicas de fazer algo tão simples pelo seu filho e ao acordar foi surpreendida por esse bilhete cheio de compreensão e amor de uma criança renunciando seu desejo de brincar pela necessidade de cuidados de sua mãe. O amor é companheiro e nossos filhos são sempre nossa fonte de inspiração para superar todos os limites impostos pela Artrite Reumatoide. Essa foi a mensagem mais linda de todo o Dia Mundial da Artrite Reumatoide.

“Hoje é DIA DAS CRIANÇAS, mas quem ganha o presente sou eu, por ter filhos compreensivos. Meu filho já estava me pedindo a alguns dias para leva-lo no Parque Horto Florestal hoje, mas não ando bem, e vcs sabem as limitações para caminhar. Fui dormir bem triste e confesso que até chorei, por não poder fazer algo tão simples. Acordo e tem esse bilhete na mesa.
Grata à Deus” – Daiana Lourenço

captura-de-tela-2016-10-12-as-19-00-56

#apoiofamiliar #amor #carinho #cuidados #companheirismo#família #filhos #DMA16 #JuntosPodemos

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!