Minha vida hoje (2010)

Publiquei este blog em Agosto de 2007. A artrite começou devagarzinho, era uma dor aqui, outra dor ali, a principio por conta das dores articulares que não tinham uma explicação, minha reumato prescreveu Difosfato de Cloroquina, usei Cloroquina aproximadamente durante oito meses quando derrepente, as dores se tornaram mais intensa e apresentei:

– Rigidez Matinal

– Edema articular acompanhado de vermelhidão

– Poliartralgia (dor em múltiplas articulações)

– Febre vespertina sistêmica (que chegava ao final da tarde, acompanhada de mal estar e muita dor articular) + que passava sozinha, algumas horas depois.

Neste momento, foi indicada a troca de Cloroquina por Metrothexate combinado com pequenas doses de prednisona, usei essa medicação durante aproximadamente 2 anos.

No mês de agosto/2008, eu tive uma dormência na minha esquerda, que passou a ter menos força e diminuída a sensibilidade, esse foi meu primeiro sintoma neurológico, na ocasião foi sugerido artrose precoce de joelhos que poderia estar causando compressão dos nervos o que justificaria a diminuição da sensibilidade e força motora, em avaliação no ambulatório do Joelho, foi diagnosticado “Encurtamento Muscular” em MIE, fui então para intensa fisioterapia que ajudou a corrigir este encurtamento, porém, desde então a perna esquerda tem a sensibilidade diminuída. Começou então a pesquisa para doenças desminielizantes, colhi meu primeiro liquor que veio apenas com gamaglobulinas aumentadas, o que seria inespecifico, fiz ressonância magnética de crânio sendo evidenciado “múltiplos focos de gliose em região periventrilar bilateral”, o que também é inespecifico e não determina diagnóstico. Passei o resto de 2008 e primeiros meses de 2009, investigando a possível causa da Neurite Periférica em MIE, fiz pesquisa para Esclerose Múltipla e Doença de Devic, porém, faltavam dados clínicos, de imagem e de laboratório para determinar diagnóstico.

Até que em Abril/2009, observei meu olho esquerdo enxergando as coisas desbotadas e ligeiramente desfocadas, então busquei auxilio de um médico neurologista, sendo indicado a realização de “Potencial Evocado Visual”, devido a grande dificuldade de encontrar locais que realizam este exame só consegui fazer o potencial no mês de Junho, e em Julho/2009, apresentei um quadro de “Neurite Ótica Clássica” no Olho Esquerdo com:

– Perda da visão

– Dor Ocular (muita dor) que piorava ao movimentar os olhos

– Tontura

– Fadiga aos mínimos esforços

Procurei o Pronto Socorro e fui internada para investigar e começar a pulsoterapia no dia seguinte, porém, no dia seguinte a internação, cancelaram a pulsoterapia por acreditar que eu tive uma Neurite Ótica causada por Doença de Lyme, então conversei com o médico e chegamos que Doença de Lyme (borreliose, doença do carrapato), não poderia ser porque nunca tive contato com carrapato. Então o médico neurologista daquele hospital, chegaram a conclusão de que tive uma “Neurite Ótica Tóxica” causada pelo uso contínuo de Metrothexate, alegando que existia uma referência bibliográfica que relatava que, após suspender o uso de MTX a recuperação da visão seria gradativa e voltaria a enxergar em até 8 semanas. Pois então, suspenso o MTX, 01 semana depois que retiraram o MTX, minha artrite que estava dormindo, acordou e voltei a dor articular de grande intensidade, febre vespertina e desenvolvi uma “Episclerite Bilateral” a princípio parecia uma conjuntivite + não coçava, não tinha secreção, apenas meus olhos estavam vermelho sangue vivo e o pouco que estava enxergando foi piorando, o que me deixou por quase 3 semanas com grande dificuldade para enxergar e impossibilitada de receber a pulsoterapia devido a febre a infecção nos olhos. Nessa situação fui mantida internada praticamente o mês de julho e agosto/2009, pude receber a pulsoterapia com metilprednisona quase 01 mês após ter tido a neurite ótica no olho esquerdo, o que prejudicou a recuperação da visão, recuperei a visão central, perdendo toda a visão periférica no olho esquerdo, eu só enxergo totalmente do olho direito e não vejo as laterais nem pra cima nem pra baixo com o olho esquerdo.

Após ter alta hospitalar em Agosto/2009, iniciou-se uma intensa pesquisa médica multidisciplinar para então descobrir a causa da neurite ótica, colhi liquor da medula espinal por 06 vezes, fiz anti-aquaporina 4, liquor com bandaoligoclonais e uma infinidade de ressonâncias magnéticas, repeti o potencial evocado visual e realizei campos visuais que comprovam a perda da visão no olho esquerdo. A pesquisa para Esclerose Múltipla e Doença de Devic, foi negativa, não preenchi critérios para doença desminielizantes e passei de Agosto à Dezembro de 2009, fazendo exames, sendo examinada por acadêmicos, residentes e professores, conceituados nomes da neuromuscular e reumatologia e neste período não foi possível fechar um diagnóstico. Não pude voltar a tomar MTX por questões éticas, e desde então, minha artrite acordou como uma leoa pronta para me destruir, voltei a ter dores e de julho a dezembro/2009, estive com dose diária de 60mg de prednisona, quando foi feito o desmame da prednisona eu apresentei “Neurite Ótica Progressiva” com perda progressiva da pouca visão que me restou no olho esquerdo e comecei a perder fibras nervosas no olho direito.

Momento em que a neuromuscular, indicou que “não preenchia critérios para EM nem Devic” e que a Neurite Ótica e Neurite Periférica poderia ser secundárias a doença reumáticas. Neste momento foi iniciado a Pulsoterapia combinada com Metilprednisona e Ciclofosfamida, num ciclo de 06 meses, e nos intervalos 30mg de prednisona. Conseguir realizar 04 das 06 infusões, mas meu fígado não agüentou e desenvolvi uma “Hepatite Medicamentosa”.

Hoje mantenho a perda da acuidade visual no olho esquerdo (vejo apenas a visão central), minha artrite nunca mais estabilizou e vivo dias de dores, rigidez matinal, fadiga e a minha perna esquerda continua com a sensibilidade diminuída. Estou usando apenas 30mg de prednisona/dia, ciclobenzaprina 30mg e Venlafaxina 75mg/noite.

Não tenho um diagnóstico fechado, sei que tenho artrite + os médicos não conseguem encontrar o porquê das complicações neurológicas.

Confesso que perder a visão, foi o momento mais difícil da minha vida, abrir os olhos e ver o mundo branco, sem cores, sem formas é indescritível como me senti inválida, com medo, medo de dormir e acordar sem enxergar no outro olho. Como portadora de artrite, sempre imaginei que teria dificuldade para andar, subir escadas, coisas do tipo mobilidade, mas, deixar de enxergar, jamais passou pela minha cabeça.

Hoje aprendi a viver com a pouca visão que restou no olho esquerdo, mas confesso foi difícil, muito difícil mesmo. Mas graças a Deus somos seres humanos que se adaptam com facilidade e eu venci + esta barreira.

Hoje meu FAN é reagente Padrão Nuclear Pontilhado Fino, Fator Reumatóide Negativo, Provas de atividade inflamatória (PCR E VHS) sempre elevadíssima, e demais anticorpos reumatológicos negativos. Vou realizar ressonância magnética das mãos e punhos e Eletroneuromiografia para então passar em nova avaliação no ambulatório da reumato e quem sabe, agora os professores conseguem desvendar este grande mistério.

Obs: Foi provado que Metrothexate não causa neurite ótica e sim degeneração de mácula (coisa rara). Não recebi a pulsoterapia no momento em que devia por um achismo médico, o que perdi, já perdi, a luta é para não perder nada mais.

Em Julho/2009 ainda quando estava internada por conta da neurite ótica, fui aposentada no Serviço Público Federal. Disponibilizo a publicação da minha aposentadoria para fins de pesquisa.
Lembre-se “Dor Compartilhada e Dor Diminuída”.
Bjão

Obrigada a todos pelo carinho e peço que colaborem com suas histórias comentando este tópico.
Anúncios

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de Artrite Reumatoide aos 26 anos, enquanto atuava como enfermeira, estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros. De repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

34 Comentários

  1. Oi, Michele..

    O diagnóstico das doenças reumatológicas, em sua maioria pode demorar alguns dias + fique calma, vc já encontrou um reumatologista isso é muito importante..

    Quando o seu reumato, ver os exames e te passar um tratamento certinho gradativamente vc vai melhorar..

    Forças querida, precisando estamos aqui.

    Bjs

  2. Bom Dia!!!

    Meu nome é Michelle tenho 30 Anos.. E posso dizer que ainda não sei dizer o que tenho em 100%…
    Tudo começou com uma Sinovite no cotovelo,,, ai tratei com Arcoxia e Tylex, fize exames de pretina c e fator reumatoide (que derão altissimos), depois fiz ressonância. fui encaminhada para um Reumatologista, na dia estava com os ohos todos vermelhos e cheio de pus… O mesmo me diagnosticou previamente com sindrome de sojgren e artrite, estou tratando com reuquinol e meloxican… fiz cintolagrafia da paratiroide,, aidna não peguei o resultado, e tenho mais TGO TGP TCR ANTI CCP;RO;LA AMILASE LIPASE CRETININA URINALISE….Estou meio aprensiva… meus olhos estão vermelhos diariamente me sinto muito cansada… mas continuo trbalhando fora e em casa…. me sinto ativa, mas sinto que meu corpo não tem mais tanta força…
    Que bom conversar com pessoas que passam pelas mesmas duvidas….
    Muito Obrigado pelo espaço.

  3. Marilza.

    É dificil te responder isso, converse com a sua médica ela poderá com mais segurança te dizer isso.. talves aos 12 anos vc tenha tido uma artrite secundária a infecção na garganta que se resolveu com a Bezetacil e agora vc desenvolveu uma artrite reumatóide que tem um curso diferente. Pelo que vc relata me parece que sua artrite esta em atividade, devido as mãos grossas pela manhã (seria a tal rigidez matinal que tanto nos atormeta). Procure sua médica é importante ela saber de todos estes detalhes.
    Precisando estarei sempre por aqui.

    Beijinhos.

  4. olá Priscila! Sou a Marilza que a tempo tenta falar com vc, sabe vou te contar um pouco da minha história. comecei as minhas sequencias de dores aos 12 anos de idade, e o medico diagnosticou reumatismo proveniente de uma amidalite avançada que contrai com 5 anos de idade. nunca me explicaram muita coisa. o meu joelho esquerdo travava e eu não podia mais andar por semanas e tomava um monte de becetacis até melhorar!
    agora aos vinte sete anos, casada com tres filhos maravolhosos, comecei a me sentir tão mal que resolvi procurara um especialista. o interessante é que na minha cidade Colatina-Es, só tem um médico pelo SUS, que é o que "cuidou" de mim durante estes anos e uma particular que comecei a me tratar, doutora Andressa. pago as consultas e todos os exames, no inicio eladisse que o joelho era uma artrose, e que eu tinha fibriolmialgia, visto que os examos não deram grandes alterações. alguns meses depois, já estava com dores fortes na coluna comecei a inchar os tronozelos e feitos os exames de novo constatou artrite reumatoide com indices elevados. ela me receitou metrotexate 1 vez por semana, daforin para controlar as crises pre menstruais que ela disse ser agravada pelo fato de eu ter fibromialgia e ainda hidrocloroquina( reuquinol que tomo todos os dias. fiz os exames um mes depois para ver se o remedio estava dando efeitos colaterais e de tudo normal. só que apos estes exames apareceram em mim mancha vermelhas que ficam roxas na região das coxas e não sei o que é ! sabe tenho muitas dores, principalmente quando chega a sexta-feira até eu tomer o medicamento de sábado, paarece que fico pior, ontem meu pé esquerdo adormeeu por uns 15 minutos, nunca senti isto e fiquei assustada, já estou sentido as mãos grossas pela manhã e meus plusos vivem abertos. o pior é não ter quem te oua, pois todos acham que não tanto quanto vc diz e que está exagerando, por isso estou feliz em descobrir que agora tenho alguém para compartilhar.
    Priscila se possível me esclareça uma dúvida, a medicadisse que agora tenho artrite reumatoide, mas será que é desdeos 12 anos?
    esero poder sempre conversar contigo, Se até agora aguento tudo é porque DEUS tem me ajudado e me carregado nos braços, este DEUS é tremendo!
    beijos!
    Marilza

  5. Olá, Roseane ..

    Adorei sua apresentação ..muito positiva vc .. é isso ai.. Portadoras de Alegria de Viver rsrs ..
    Então meu caso é um caso digno de Dr. House e equipe .. neste momento estou internada e neste momento existe 04 disciplinas quebrando a cabeça para conseguirem acertar tratamento e diagnóstico .. Minhas glioses são discutidas a todo momento e já passaram por inumeros especialistas.. Irei acompanhar seu blog .. Eu tenho os olhos secos + somente isso .. e os outros tantos de coisas que tenho rsrs ..

    Seja Bem Vinda ao nosso Blog .. ja estou indo seguir o seu..

    Bjs..

  6. Olá Priscila, muito prazer em conhecê-la!
    Ameeeeeeeeeeeeeeeiiiiii seu blog, sua maneira de contar seus desafios e as informações que coloca em disponibilidade para os leitores.
    Sou portadora de Sindrome de Sjorgren e com muitas complicações. Gostaria de saber se já fez os testes para o Sjorgren e também se já verificou outra opinião com relação aos focos de glioses.
    Ainda não li toda a sua história mas vou ler com certeza!
    Fique bem e dê um pulinho no meu, ok?
    http://www.portadoradesjorgren.blogspot.com

  7. Palavrinha mágicas essas Pri "Desistir jamais" é isso mesmo, as vezes achamos q não saimos do lugar, vai medicamento e vem… e nada! mas vaos sim… sempre em frente… Sem nem pensar em desistir… Pri, logo estará melhor da visão, tbm… \o/ To na torcida! beijinhoo… saudades!

  8. Oie… Rô …
    Bateu uma saudadona agora ein… lembrei dos nossos chás da tarde no Café Girondinu.. ehh saudade .. da Malu .. de todos ..

    Pois é, eu fico feliz pela sua visão .. e estou abatida pela minha … estou num momento mega dificil .. e me sinto cansada .. de lutar.. lutar e não chegar a nenhum lugar + desistir jamais …
    O seus joelhinhos continuam dando trabalho…. e essa fratura do pé .. vc e a Naná vivem virando esses pézinhos …
    A minha artrite virou uma Leoa Brava e resistente .. devo retornar ao uso de Metrothexate para tentar acalmar essa AR fera.. Ainda devo ficar internada por uns dias .. + estou sendo bem cuidada, os médicos são atenciosos e a enfermagem maravilhosa comigo .. não tenho o que reclamar … são caminhos que a vida nos apresenta e não tem atalhos para cortar .. temos que passar por ele .. e nós vamos vencer ..
    Beijinhos de muita saudade ..

  9. OI Pri, gde amiga, guerreira como sempre… Torço por voce!
    Eu estou com Humira, MTX 10(2,5mg)semana, Arcoxia, Tramadon, e Calcort(12mg)/dia… com os joelhos complicados, mas ainda não tive coragem de seguir as orientações do reumato p próteses d/e. meu pé tbm complicou um pouquinho pq tive uma fratura por estresse… em meus pulmões, ainda encontram-se nódulo, minha AR continua "teimosa", lembrei de um tempo atr´z qdo tbm estava perdendo a visão, mas por minha sorte, era o cristalino, q estava opacionado, então fiz a cirurgia para colocação de lentes q substituiram muito bem, então minha visão está muito bem… sinto saudades de vc,a miga, sinto não poder ir visita-la… mas de longe estou aqui e estarei sempre na torcida… Melhoras e Fique bem!Beijinho

  10. Pode deixar Priscila, que quando começar com o HUMIRA, passarei aqui pra falar das minhas melhoras, ehehe, é por que sempre acho que tudo vai dá certo, as vezes fico com medo, mas aí me lembro, ah não, eu nao desisto, e então o medo vai embora e volta a Léia guerreira, amiga da Priscila GUERREIRA e de tantos outros portadores de AR GUERREIROS.

    bjsss

  11. Olá, Sonia.

    Sabe o que podemos fazer neste momento, compartilhar a nossa dor, e oferecer-te o meu total apoio, converse com seu médico sobre os remédios para diminuir a dor, converse com ele também sobre a atividade da sua doença, quem sabe não é hora de mudar um pouco a medicação né.. Não fique sofrendo em casa, diga tudo que sente a seu médico, se a gente não falar eles não saberão que estamos sofrendo.. Converse com seu médico sobre a autorização para realizar atividade física de baixo impacto articular, pois quanto mais paradas ficamos + rigidas ficaremos e temos que se manter ativa, pois a morbidade complica muito a nossa doença ..

    Vou verificar junto do GRUPASP se existe algum Grupo de Apoio perto da sua residência.Para que vc possa se juntar as pessoas que sofrem como vc sofre.. isso nos proporciona momentos de trocas de carinhos, experiência e nos traz um pouco de alegria.. que sempre nos faz bem.

    Volto a te escrever em breve.
    Obrigada por compartilhar sua história conosco..

    Beijimm da Pri Soninha.

  12. Oi Priscila, meu nome é Sônia, sou de São João da Boa Vista uma cidade do interior de SP e portadora de A.R. há 7 anos, desde então venho sofrendo com as dores q só quem tem sabe como é triste. Já passei por vários médicos e ultimamente faço tratamento com um médico da cidade de poços de caldas que fica há 40 km da minha cidade.Tenho muitas dores por todo o corpo, estou fazendo tratamento com o Remicade há quase um ano, faço a aplicação do medicamento de 2 em 2 meses, mas ultimamente não está dando muito resultado. Há uns 3 meses comecei com dores no quadril direito e no joelho esquerdo, meu médico pediu um raio x q constatou uma artrose bilateral de quadril. Agora meus 2 joelhos doem tb, quase não saio de caso, pois não consigo caminhar normalmente e eu só tenho 40 anos. Gostaria muito q vc me desse uma luz, não sei mais o q fazer estou desesperada pois minhas dores são terriveis.
    Bjs e fique com DEUS!

  13. Oie.. Léia ..
    Não tenha medo do Humira, conheço várias pessoas que estão bem tomando este remédio.. é ruim se adaptar ao efeito colateral de uma nova medicação + é ótimo saber que podemos contar com medicamentos modernos e distribuidos gratuitamente pelo nosso Governo.. Isso aumenta a nossa qualidade de vida, evitando a progressão da doença.

    Vc vai ficar bem e vai dar tudo certo.. e depois vc volta aqui para nos contar como esta com o Humira.

    Bjos.

  14. Oi… Nirla.

    Obrigada por compartilhar a sua experiência conosco, a Esclerose Múltipla é uma doença degenerativa auto-imune e as doenças auto-imunes, assim com as reumáticas tem uma caracteristica dificil para se fechar o diagnóstico o tem muitos pacientes que chegam a levar anos para ter um diagnóstico estabelecido. Mas ficamos feliz em saber que vc esta superando a doença e importante .. que vc tem o amor e o carinho da sua família, que muitas vezes é tão válido quanto os próprios remédios .. Sem família não teriamos a nossa base principal.

    Bjos.

  15. Olá, meu nome é JOSYLEIA MELO, moro em Porto Velho – RO. Fui diagnosticada com AR há + ou -10 anos. Passei o 1ª ano da doença tomando FLOTAC, eis que o únco reumatologista que aqui tinha na época nao achou nada em meus exames. Tive que ir à Brsília e lá mostrando meus exames tive o diagnóstico. O primeiro medicamento que me foi passado foi ARAVA, nao tomei o medicamento por muito tempo, me sentia mal, tonturas, enjoos, etcc.

    Resolvir procurar o reumatologista de PVH e até hj sou sua pacientee. Já tomei: REUQUINOL, METROTEXATO, ARAVA e SULFASSALAZINA. Estes dois úlitmos em duas oportunidades.

    Atualmente estou tomando SULFASSALAZINA, mas nao estou me sentindo bem, acordo com minhas mãos inchadas, dores nos ombros, enfim, tô mal.

    Estou fazendo exames para começar com o HUMIRA, na verdade tô com medo das reações, mas não há oura opção, então que venha o Humira.

    bjs a todos

  16. sou
    maria nirla costa chaves moradora de jaguarao cidade bem ao sul do R/S sou portadora de E.M minha batalnha foi bem complicada no inicio por nao saber do que se tratava a palavra esclerose multiplas me assustava consultei com varios medicos e diziam teu quadro tem sintomas que se parece outros nao tinha certeza e cada crise eu piorava ate que contei p/ minha irma e ela se apavorou procurou outra pessoa da familia dai fomos p/ capital dai sim fiz tds os exames e diagnosticou esclerose multiplas isso ja em 2004hj ja em tratamento nao tive mais sutos desde 2008 tomo AVONEX que recebo gratuitamente levo minha vida quase que normal graças a DEUS estou bem curtindo minha familia meus filios meu marido . e agradeço a tds que de uma maneira ou de outra me ajudaram até mesmo em oraçao mas com certeza me ajudarm minha familia meu amigos meus vizinhos tds obrigado bjs a tds

  17. Olá, Carlos.

    Muito importante a sua iniciativa, seu pai parece ter excelentes filhos e ótimo apoio familiar. Nós temos um grupo de apoio em Porto Alegre, chamado GRUPAL – Grupo de Pacientes Artríticos de Porto Alegre.
    Av. Carlos Gomes, 403 Sala 505
    Porto Alegre – RS
    CEP 90480-003
    Fone: (51) 3028 5646
    O presidente do Grupo se chama João Matias, os conheço pessoalmente e posso te indicar com garantias de que vcs serão bem acolhidos.
    O grupo tem uma série de atividades, programas educativos que nos fazem muito bem, além claro, de seu pai estar com gente que sente a mesma dor, toma os mesmos remédios e isso é legal, para trocar experiências e se sentir mais animado.
    Ele ainda esta no comecinho da doença, cada vez que trocamos de remédios demora em média 6 meses para sabermos se esse remédio terá o efeito esperado ou não. Tão importante, quanto o remédio é o apoio da família e frequentar um grupo de apóio nos faz muito bem..

    Procure o grupal.
    O email do presidente do Grupal é . matiasthedy@hotmail.com escreva para ele e diga que eu indiquei..

    Bjos e continue assim.. nossa família faz parte do sucesso do nosso tratamento. Eu não sei o que seria de mim sem o carinho da minha familia.

  18. Boa noite priscila.

    O meu pai tem 59 anos e está sofrendo de AR faz mais ou menos 1 ano, tem dias que acorda bem e tem dias que mal consegue se mover. Ainda não encontramos um remédio que regularize isso, somos de Porto Alegre-RS, você tem algum lugar para indicar que possa nos ajudar ou alguma dica que seja útil.

    Grato , Carlos Pires.

  19. Cleuma, eu não consegui localizar nenhum grupo no Pará, pedi auxilio do Grupasp, assim que eu tiver essa informação te repasso.. Quanto aos direitos, vc tem direito a usar a fila preferencial desde que tenho alguma identificação, como a carteirinha de ônibus (gratuidade), oriento que vc procure o Serviço Social da sua cidade, pois a aplicação da lei, varia de estado para estado.. Bjs

  20. Olá, Luciana.
    Então, também sou de SP e dia 27/08 (sexta-feira)teremos uma importante palestra gratuita sobre Artrite Reumatoide, te deixo o convite as inscrições são feitas no GRUPASP
    Rua: Leandro Dupré, 178
    Vila Clementino – CEP 04025-010 – São Paulo – SP
    Telefones: (11) 5574-6438 / 5574-5996
    E-mail: grupasp@grupasp.org.br
    http://www.grupasp.org.br

    Será um prazer te receber em nossa palestra.
    Bjão

  21. Olá, Luciana.
    Seja bem vinda a esta grande família.De qual estado você é? Te convido a conhecer um dos nossos grupos de Apoio, temos 16 grupos de apoio filiados a Anapar em vários lugares no Brasil. Desta forma, vc tem o blog para acompanhar e o grupo de apoio para interagir..
    Obrigada por fazer parte deste nosso espaço.

    Bjão!!!

  22. Priscila, conheci seu blog hoje, já estou "devorando" as informações…
    Fui diagnosticada com AR em 2008, mas de um ano pra cá as dores pioraram demais, estou afastada há um mês do trabalho, tenho tido dias muito difíceis, mas estou confiante e muito esperançosa, e agora sabendo que terei novos amigos por aqui, tenho certeza que muita coisa vai ser amenizada…
    Obrigada por dividir conosco sua experência.
    bjo
    Lu

  23. Grande Pri, guerreira!
    Continue com esse astral altissimo, que é sempre um espelho para nós, suas amigas
    Deus te abençoe e agradecemos a ele por ter colocado você em nossas vidas.
    Beijos
    Shirley

  24. Olá, Tiane.
    Fico feliz em saber que o blog tem sido útil para você. Fique calma, sei que é dificil esperar o efeito da medicação enquanto a dor nos consome, mas você esta com uma combinação perfeita de medicação e logo, logo suas dores serão diminuídas e você poderá experimentar dias + tranquilos, é dificil acreditar nisso quando temos dor, mas acredite, vai ficar melhor e vc vai aprender a ser mais forte que a dor. Bjão.

  25. oi querida, tudo bem?
    As informações do seu blog estao sendo muito uteis pra mim!
    Descobri a artrite reumatóide há pouco tempo e tenho sofrido demais. Neste momento estou com dores insuportáveis. Você deve saber como são..
    Estou tomando Arava e Metrotrexate e estou afastada do trabalho desde o mês de fevereiro/2010. Está dificil demais lidar com coisas simples do dia a dia…
    Muito obrigada por compartilhar sua história viu?

  26. Cakiss.
    Fica tranquila, o Metrothexate raramente pode causar problemas visuais, quanto a cloroquina é preciso fazer exame oftalmológico (fundo de olho) a cada 06 meses,além de ir ao reumato vc precisa procurar um ofatlmo.
    Obrigada por dividir sua história conosco.

    Bjão.

  27. a proposito minha medicaçao atual é 5mg de metrexato e 125mg de cloroquina. o metrexato faz quase dois meses que tomo, a cloroquina mais de um ano e meio, infelizmente nao sei se tem relaçao com um ou outro remedio, estou vendo uma mancha pequena marrom na minha vista, parece ate uma sujeirinha e só percebo em ambientes muito claros, mas agora nesse momento nao estou percebendo a mancha, tenho medo que sejam os remedios. amanha vou na reumato e vamos ver oque ela acha.
    bjus

  28. Ola Priscila, acompanho sua luta desde final de 2009, sinto muito por todas as etapas que passou, realmente só se sabe o que é qdo se passa por isso, felizmente a minha AR esta estabilizada, apesar de alem do joelho esquerdo ter chego ate o braço direito. O pulso atualmente é o mais dolorido, fica com uma vermelhidao e depois incha.
    Minha vida tb mudou muito com essa doença, perdi muita qualidade e hj tento me levantar tambem de um namoro desfeito devido a tristesa que sempre trazia comigo.

    Espero que vc melhore, que consigam um diagnostico o mais rapido possivel para entao suas dores possam ser diminuidas sem um efeito colateral, fique com deus.

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!