Meu melhor tratamento para joelhos!

“Se os meus joelhos não doessem mais”
Dores nos joelhos, acabam com a mobilidade e com o sono de qualquer um, joelhos doendo, atrapalham o sentar, o levantar e o deitar, dificultam subir e descer escadas, atrapalham as atividades do dia a dia e na hora de dormir não encontramos se quer uma única posição em que eles não venham a latejar de dor. É assim que meus joelhos ficam quando estou longe da musculação.
Eu tenho condromalacia bilateral desde 2010, já usei anos seguidos de condrotina com glucosamina, porém, nada é mais efetivo, duradouro e analgésico que a “musculação”. Na musculação além de diminuir a dor, fortaleço a musculatura e isso melhora em 100% a mobilidade e estabilidade dos joelhos, enquanto estou ativa na musculação, eu não tenho aquela sensação de que os joelhos vão desmontar, quando estou subindo e descendo escadas, ou quando vou caminhar mais rápido.
Nos primeiros 15 dias as dores apertam mais, depois é se preparar para p abraço e dar adeus aos analgésicos.

Anúncios

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de Artrite Reumatoide aos 26 anos, enquanto atuava como enfermeira, estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros. De repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!