Infiltração com ácido hialurônico pode reduzir degradação das cartilagens

Estudos realizados com voluntários mostraram redução de biomarcadores, produtos presentes em grande quantidade no sangue de pessoas afetadas pelo problema.

euatleta_arte_saude_adriano_leonardi

O crescimento da população idosa é um fenômeno mundial. No Brasil, as modificações ocorrem de forma radical e bastante acelerada. As projeções mais conservadoras indicam que, em 2020, o Brasil será o sexto país do mundo em número de idosos, com um contingente superior a 30 milhões de pessoas.

Ao passo em que a humanidade vai envelhecendo, doenças degenerativas tendem a ocorrer com maior frequência na população. Dentre elas, a artrose, conhecida nos EUA como osteoartrite, e popularmente no Brasil como desgaste articular.

Por definição, a artrose é uma doença das articulações (juntas) do organismo de caráter inflamatório e degenerativo, marcada pelo desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas. Ela causa dor e pode levar à deformidades. As articulações mais acometidas pela artrose são as que suportam peso, como a coluna vertebral, os quadris e os joelhos.

Com uma quantidade cada vez maior de pessoas praticando esportes em todas as faixas etárias e um número cada vez maior de atendimentos de doenças articulares degenerativas, uma pergunta tem intrigado a ciência: quem pratica esportes degrada mais rapidamente as articulações?

Buscando esta resposta, pesquisadores têm trabalhado com os chamados biomarcadores, produtos encontrados tanto no sangue quanto na urina que mostram a quantidade de cartilagem que esta sendo degradada. O que se sabe até agora é que pessoas diagnosticadas com artrose que sentem mais dor têm realmente uma quantidade maior desses produtos em seu corpo.

Recentemente, um estudo realizado pelo grupo de traumatologia do esporte da Santa Casa de São Paulo mostrou que atletas de alto rendimento realmente degradam mais cartilagem. Mas será que isso levaria a umaartrose precoce? Se positivo, o que poderia ser feito para que esse processo de degradação fosse freado?

Estudos realizados com voluntários submetidos à infiltração do joelho com ácido hialurônico mostraram redução significativa de biomarcadores quando comparados aos usuários que não receberam o produto. O uso desse produto seria realmente uma prevenção para que as pessoas não tiveram a artrose instalada?

Enquanto a ciência não responde essas perguntas, mantêm-se as dicas para um bom cuidado das articulações:

  • Controle do peso: articulações como o joelho podem receber de três a cinco vezes o peso do indivíduo em uma aterrissagem, por exemplo.

  • Mantenha o fortalecimento e o alongamento direcionados para esporte que você pratica. Na corrida de rua, por exemplo, um bom trabalho de fortalecimento excêntrico do músculo anterior da coxa (quadríceps) aliado ao fortalecimento de grupos musculares do quadril é fundamental.

  • Evite sobrecarga articular através de picos de treino, ou seja, exageros repentinos que podem fazer com que você exceda os limites fisiológicos da articulação.

Fonte e imagem:Globo.com

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!