Infância perdida, minha vida se resumiu ao tratamento

Parte da minha infância e toda minha adolescência foi substituída pela AR. Não estudo, pois sempre que começo eu não chego até o fim. Existem pessoas preconceituosas, que te olham diferente dos outros, já me chamaram até de deficiente.

Minha vida e rotina se resumem em tratamento. Tomo vários tipos de medicamentos: naproxeno, metotrexato, leflunomida, ácido folico, calcio e tocilizumabe. Mas já tomei infliximabe, etanercepte, rituximabe e prednisona. Enfim, meus punhos já se desgastaram, esse ano já coloquei prótese nos 2 quadris, agora tenho que operar punhos e joelhos. Mas não estou aqui para desanima-los, ao contrário, estou aqui para dizer que, com ou sem AR eu serei feliz.

Gosto de estar com meus amigos. Não podemos deixar a AR vencer. Estou aqui para dizer que somos uteis sim, não somos diferentes de ninguém. Gosto de ajudar as pessoas, mesmo que seja com palavras. Vamos ser fortes, eu sei que não é fácil. Passo por procedimentos horríveis, e eles me admiram, falam que sou forte. Eu sou forte sim, para mostrar para AR que sou mais forte que ela. Aplicam injeções em minhas juntas, quero dizer à vocês que somos abençoados por Deus, pois ele tem visto nossas lutas. Quem quiser conversar, é só me adicionar.

Me chamo Beatriz Lopes, tenho 18 anos, convivo com a AIJ há 6 anos e 5 meses.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

  1. Adriana Souza Diz

    OLÁ BEATRIZ! VC TEM FACE? GOSTARIA DE CONVERSAR..BJS

  2. Dany Aguiar Diz

    Olá Beatriz, vc disse que colocou prótese nos quadris, como vc se sente depois que colocou as próteses??

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: