Hoje, eu não vou tomar remédio porque vou beber!

Quem é que nunca ouviu ou falou isso?

Nessa época de festas, tenho recebido inúmeras perguntas sobre o consumo de bebida alcoólica e o uso de medicamentos para artrite reumatoide. Os riscos de tomar uns drinks e tomar os medicamentos para AR ou qualquer outra doença reumática, vão muito além de “cortar o efeito do medicamento”, porque na verdade, o menor risco de tomar medicamento e ingerir álcool é o de cortar o efeito dos medicamentos.

Alguns medicamentos usados na artrite reumatoide ou nas doenças reumáticas, são hepatotóxicos, ou seja, por terem sua metabolização no fígado, podem causar toxidade no fígado que é a famosa Hepatite Medicamentosa, um comprometimento hepática que pode levar a perda do fígado. O álcool também é metabolizado pelo fígado, quando uma pessoa ingeri bebida alcoólica e faz uso contínuo de medicamentos, aumenta em larga escala o risco de desenvolver uma hepatite medicamentosa.

Eu fiz 02 quadros importantes de hepatites medicamentosa, sem nunca ter ingerido bebida alcoólica, eu nunca gostei de beber e todas as vezes que cheguei no pronto socorro com as enzimas do fígado elevadas, tinha que responder repetidas vezes a pergunta “você bebe?, bebeu muito ontem?”, varias foram as vezes que os médicos perguntavam para minha mãe se eu não havia saído a noite para beber, e mesmo sem nunca saber o que é tomar um porre, eu quase morri por conta do figado. Logo, bebida alcoólica pra mim é algo proibido.

Muitas pessoas perguntam, se eu parar de tomar o remédio, posso beber? 

A resposta é não! a maioria dos medicamentos usados no tratamento da AR, são de uso contínuo, a eliminação do organismo não é imediata, ou seja, se você pensa que parar de tomar o medicamento no dia ou um dia antes de beber está fora de risco, esqueça, o risco é praticamente o mesmo.

Bebida alcoólica e medicamentos são uma bomba para o fígado! e pensem sempre, que um paciente hepático sofre muito, as vezes muito mais do que nós que temos AR, pois uma hepatite estimulada pelo uso de álcool e medicamentos pode levar a morte.

Não permita que o azar tenha sorte na sua vida, uma alteração hepática é realmente desconfortável.

Se você toma remédio, não beba, seu fígado agradece!

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

1 Comentário

  1. Tenho ar há 20 anos, e bebo bebidas alcoólicas em ocasiões sociais, umas 2 vezes por mês. Graças a Deus tenho um fígado muito forte!
    Tenho 69 anos, sou alegre e extremamente positiva. Estou no momento com muitas dores em algumas articulações, mas já, já, saio desta. Tenho próteses nos dois joelhos e aguardo para por no quadril. Boa sorte aí, pessoal! Deus abençoe a todos!

Olá, deixe um comentário!