Hepatite Medicamentosa

Na última quinzena do mês de maio/2010, comecei a sentir um desconforto abdominal acompanhado de muitas náuseas, nos exames de rotina, as provas de função hepáticas estavam um pouco elevadas, levei o resultado de exame antes das 09 hs e fui orientada a colher pelo hospital, mesmo sendo de um importante e conceituado laboratório de SP. Colhi os exames novamente e fui levar os resultados, fui liberada para tomar a ciclofosfamida do mês de Maio, que seria a minha 5° infusão, de um ciclo de 06.
Fui ao setor de quimioterapia agendar a infusão e o hospital estava sem a medicação, quando a medicação chegou, a infusão foi agendada para 03/06/2010. Porém, apesar dos exames de função hepáticas estarem discretamente elevados eu ainda tinha muitas náuseas, o desconforto abdominal era cada vez mais intenso, sem contar as evacuações semi-líquidas e amarelas. Como eu não tinha consulta marcada, fui pelo convênio e colhi no dia 02/06/2010 novas provas de função hepáticas e o resultado foi absurdamente elevados (TGO – TGP – FA) minha Fosfatase Alcalina chegava a 400 e TGO-TGP passava de 800.
Sintomas da hepatite: febre, calafrios, sensação de fraqueza, náuseas, icterícia, urina escura, fezes claras, dor na parte superior do abdômen. Compareci no dia 03/06 para receber a medicação e o médico da quimioterapia me disse que eu estava com uma hepatite e se recebesse a medicação iria “Fulminar” durante a infusão. Quando o fígado fulmina, leva à necessidade de transplante de fígado ou até mesmo a morte súbita. Lá vai eu para a porta da salinha dos médicos do ambulatório, dizer que meu fígado estava ruim e que não pude receber a medicação, a conduta foi a retirada de todas as medicações e me encaminharam para o ambulatório da hepatite, lá colhi todos os tipo de sorologias possíveis e até sair os resultados das sorologias,eu fiquei com a pulga atrás da orelha pois podia ser uma hepatite medicamentosa, hepatite lúpica ou até mesmo uma hepatite-auto-imune. E finalmente depois de uns 30 dias, foi confirmado era hepatite medicamentosa e se eu mesma não tivesse monitorando o meu fígado, já estaria morta, pois fui encaminhada para a infusão mesmo com elevação discretas das transaminases (TGO e TGP) e não tinha orientação de colher novos exames antes da infusão, colhi os exames por conta própria e graças a Deus,estou viva.
Só que nenhum médico me disse que o PARACETAMOL é PROIBIDO para quem teve hepatite ou qualquer alteração hepática, como eu não sabia, tomei paracetamol e pensei que fosse morrer de tanta dor no abdome, diarreia e mal estar, ai vim aqui no google e descobri que deveria nunca mais tomar paracetamol. A hepatite medicamentosa o próprio nome diz “medicamentosa” retirando a medicação que causou a hepatite automaticamente leva ao controle do fígado. Porém, a partir da hepatite medicamentosa se torna um pouco mais difícil tomar remédios. Anti-inflamatórios, paracetamol por exemplo, são agressores do fígado e que não consigo tomar, é tomar e ter sintomas da hepatite. Por isso, agora anti-inflamatórios somente tópicos nada de comprimidos. O tratamento da hepatite medicamentosa pode ser feito com uso de corticoide.

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

2 Comentários

  1. pRISCILA, EM MARÇO DESTE ANO ESTAVA TOMANDO ARAVA(1 COMPRIMIDO AO DIA), AZULFIM (4 COMPRIMIDOS AO DIA), PREDSIN (20 MG) E O EMBREL (UMA SERINGA POR SEMANA), POIS NADA ESTAVA CONTROLANDO A MINHA DOENÇA… O RESULTADO É QUE MINHA IMUNIDADE FICOU MUITO BAIXA E ADQUIRI UMA INFECÇAO BEM GRAVE, FIQUEI 11 DIAS INTERNA TOMANDO UM ANTIBIOTICO BEM FORTE PELA VEIA… O RESULTADO É QUE MINHAS TRANSAMINASES FORAM AS ALTURAS… 1000, 800…. O MEU REUMATO SUSPENDEU TODAS AS MINHAS MEDICAÇÕES, SO FIQUEI COM O CORTICOIDE E ME ENCAMINHOU PARA UMA HEPATOLOGISTA QUE ME VIROU DE CABEÇA PARA BAIXO, FIZ VÁRIOSSSSSSSSSS EXAMES P SABER SE ERA HEPATITE LUPICA OU AUTO-IMUNE OU MEDICAMENTOSA E TAMBEM CHEGUEI AO DIAGNOSTICO DE MEDICAMENTOSA… AGORA, FORA AS MINHAS TAXAS ALTERADAS EU NAO SENTIDA NADAAAAAAAAAAA, NENHUM TIPO DE DOR, NEM NAUSEUAS, NEM NADA… AS MINHAS TAXAS BAIXARAM E HJ TOMO SO 7,5MG DE PREDISIN E EMBREL 50MG!!! BJS

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!