HARP “Medicamento que promete milagre pode ter matado homem”

Na manhã desta quarta-feira, policiais da DISE (Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes), através de denúncia anônima, fizeram um flagrante em uma residência na rua Uruguai, em Votuporanga, sob a acusação de venda ilegal de remédios “naturais”. A operação foi feita em conjunto com a Vigilância Sanitária Municipal e Estadual.

Na casa foram encontrados vários frascos do medicamento Harp 100 mg , que segundo a proprietária da casa, eram comprados pela internet e vendidos por aproximadamente R$ 35 cada frasco.

O medicamento era vendido com a finalidade de curar artrite e artrose e de acordo com vizinhos, a casa vivia cheia a procura do remédio.
O Harp 100 mg pode ter agravado o estado de saúde de Romildo Garcia Vieira, residente de Américo de Campos. Romildo tinha apenas artrite, e tomava o medicamento “ milagroso” havia 2 anos, o que agravou o estado de saúde, causando-lhe a morte por falência múltipla dos órgãos, infecção urinaria e insuficiência renal aguda.
O medicamento que possui em sua formula corticóide, não possui liberação do Ministério da Saúde para ser comercializado. O corpo passará por necropsia para saber se a causa da morte tem ligação com o uso continuo do medicamento.

O medicamento Natural Life Harp 100 mg é apresentado como um medicamento fitoterápico, indicado para dores crônicas de coluna, mas o remédio não tem registro na ANVISA, inclusive, o Conselho Regional de Farmácia já formalizou uma denúncia contra o referido medicamento.

O Harp 100 está sendo vendido na internet e também por representantes como no caso em questão e pode causar sérios danos à saúde, a suspeita a respeito deste medicamento é que ele contenha corticóide, além de outros anti-inflamatórios, sendo que os corticóides só podem ser utilizados com orientação médica e não podem estar presentes em produtos naturais.

M.D.G.C. responderá por crime contra a saúde pública (Art. 273 do Código Penal), sendo instaurado pelo Delegado da DISE Antonio Marques do Nascimento Inquérito Policial para prosseguimento das investigações e as providências cabíveis ao caso, aguardando-se também os laudos periciais.

Fonte: Votunews

Anúncios

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de Artrite Reumatoide aos 26 anos, enquanto atuava como enfermeira, estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros. De repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

9 Comentários

  1. O medicamento que possui em sua formula corticóide, não possui liberação do Ministério da Saúde para ser comercializado. O corpo passará por necropsia para saber se a causa da morte tem ligação com o uso continuo do medicamento. ( Priscila Torres em 2013 postou isso e afinal de contas fizeram a necropsia e foi comprovado que o harp 100 era o responsável? Acho muito estranho terem feito a necropsia em 2013 e se tivessem achado alguma coisa vcs acham que não postariam ? Tomei 15 comprimidos e parei porque quero fazer exames completos para saber se houve alterações em meu quadro ( FAÇO EXAMES SEMESTRAIS SEMPRE) . No meu caso única coisa que me alterou é que fiquei com aftas, que acredito ser por causa do remédio, não posso provar. Claro que durante o tempo que tomei o remédio não bebi nada de álcool e nem tomei outro remédio qualquer. Meus exames vão ser feitos no início de março. Após eu conto o que deu e não farei como alguns que só comentam coisa que favoreçam as suas teorias e fogem da verdade. Anvisa por quê não revela o que encontrou no remédio? e Prove isso. no mínimo esquisito. Abs. Ezequiel

  2. Meu tio é bioquimico e analisou o produto… nao tem nada de corticoides, é so a planta. Nao revendo, nao uso, mas minha mae sofre de reumatismo e so este produto para aliviar as dores. Anvisa, ou o Governo Federal, querendo regularizar o produto para receberem impostos, ficam criando esses boatos.

  3. eu cai neste conto hj tomei meu 4 comprimido mas qd li esta reportagem parei… cismei hj de ler a fórmula e não encontrei no frasco…ai fui pesquisar no google e achei esta reportagem… será q com apenas 4 cpd terei alguma complicação?

  4. Tomei esse medicamento por 4 meses. A dor da artrose passa no mesmo dia! Porém, depois de dois meses comecei a ficar inchada e com pressão alta!!! Com a suspensão do medicamento, parei de reter líquido e minha pressão voltou ao normal! Claro que a dor voltou, mas com ela posso conviver com insuficiência rela e pressão alta, não!

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!