Ficar nua em frente ao espelho pode revelar doenças

Consultar sempre um profissional da saúde e realizar exames clínicos regularmente ainda é uma das melhores maneiras para se prevenir de doenças e conhecer tratamentos que garantem saúde em dia. Enquanto uma consulta não é agendada, vale então observar bem o próprio corpo e saber ouvir quando ele dá sinais de que algo não vai bem.
Confira os benefícios de ficar nua em frente ao espelho e conhecer possíveis problemas de saúde que o podem se esconder em traços aparentemente inofensivos, segundo especialistas ouvidos por uma reportagem do site “Daily Mail”, lembrando, claro, que nenhuma avaliação pessoal substitui uma visita ao médico:
 
Como identificar problemas de saúde
 
Caroço na virilha: a pequena protuberância pode ser sinal de uma hérnia, que ocorre quando uma parte do corpo empurra uma região do músculo enfraquecida, produzindo a saliência. Em alguns casos, ela precisa ser removida através de uma cirurgia simples.
 
Manchas escuras nas axilas: se além da alteração da coloração ocorrer um espessamento da pele, pode indicar um sinal precoce de diabetes tipo 2. Em alguns casos, uma coceira também pode acompanhar o quadro. Mudanças de estilo de vida, como perda de peso, diminuição de consumo de carboidratos e prática de exercícios podem ajudar a restaurar a cor original da pele.
 
Um ombro mais alto que o outro: de acordo com ortopedistas, a característica pode ser sinal de escoliose, uma curvatura lateral da coluna vertebral. Fortalecimento da região e alongamento indicado por fisioterapeuta pode melhorar a postura e flexibilidade.
 
Veia proeminente no meio do peito: o sinal pode indicar uma condição inflamatória conhecida como doença de Mondor, algo bastante raro que normalmente pode ser tratada com medicamentos.
Pele escura na região dos tornozelos: a característica pode indicar início de uma úlcera de perna, que ocorre quando as veias do membro ficam enfraquecidas, perdendo sua capacidade de empurrar o sangue de volta para o coração.
 
Veias do pescoço muito saltadas: segundo especialistas, pode ser um sinal de insuficiência cardíaca, ou seja, quando o coração não consegue bombear sangue suficiente em todo o corpo com a pressão correta, provocando o inchaço das veias. É comum que o sintoma seja acompanhado de falta de ar ou inchaço de pés e tornozelos.
 
Contusões sem impacto: machucados inexplicáveis que aparecem sem uma queda ou batida e duram mais de uma semana podem indicar uma doença do fígado, como hepatite. Hematomas também podem ser sinal de leucemia, que também provoca uma queda nas plaquetas. Apenas uma avaliação médica poderá garantir um diagnóstico certeiro.
 
Inchaço nos joelhos: pode ser um sinal inicial de gota, um tipo de artrite que leva ao inchaço doloroso das articulações. A gota é causada por ácido úrico, uma substância química produzida naturalmente no corpo, formando pequenos cristais em torno das articulações. Medicamentos anti-inflamatórios costumam ser indicados para tratar a condição.
 
Pintas nas pernas ou costas: a grande maioria das pintas é inofensiva, mas, em casos raros, pode indicar melanoma, uma forma agressiva de câncer da pele. Fique atenta caso pintas comecem a surgir e aumentem de tamanho ao passar dos tempos e faça uma checagem constante com um profissional da saúde.
Fonte: ExpressoMT

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!