Fibromialgia X Dor Miofascial

A Fibromialgia (FM) é uma condição clínica caracterizada por dor muscular -esquelética generalizada e pontos dolorosos na ausência de processo inflamatório articular ou muscular. A FM é considerada uma doença crônica de difícil tratamento. Ainda não existe explicação científica para suas causas.

Os principais sintomas observados são dores musculares generalizadas. Entretanto, outros sintomas como rigidez matinal, fadiga, anormalidade sensitiva, qualidade do sono, cefaleia, hipersensibilidade ao frio, ansiedade e depressão também podem estar associados.

O ortopedista do Hapvida Saúde, Luciano José Lira Mendes, explica que a doença se torna mais propícia em quem digita, se mantém sentado ou caminha por muito tempo.

“Vale considerar que outros fatores como estresse, elevação de peso, inclinação e realização de esforço repetitivo também são precipitadores da fibromialgia”, frisa.

A epidemiologia da doença se dá, sobretudo, no trabalho de escritório (20%), seguido do profissional da saúde (14%), educação (11%) e desempregados (8%). Afeta, principalmente, mulheres entre 40 e 60 anos, uma faixa etária de atividade profissional produtiva.

Fibromialgia X Dor Miofascial

O ortopedista realça a importância do diagnóstico feito por um especialista para indicar o tratamento adequado, pois, a Fibromialgia pode ser confundida com a Síndrome Dolorosa Mio facial (SDM).

De acordo com Luciano, em ambos os casos o diagnóstico é clínico. Não existem evidências laboratoriais ou de imagens. O médico reumatologista se baseia no histórico de dor generalizada com mais de três meses de duração e no exame físico apresentando pontos dolorosos no corpo.

No caso da Fibromialgia é feito através da detecção de pontos sensíveis em lugares específicos do corpo (Tender Point) que tendem a se espalhar.

Ao contrário da FM, a SDM tende a ocorrer em pontos de gatilho (Trigger Point), permanecendo localizada, ao contrário de pontos sensíveis da FM que se manifestam em 18 pontos do corpo. Os pontos de gatilho são nódulos sensíveis que podem produzir dor à distância quando pressionados, daí a origem do nome.

O tratamento à base de anti-inflamatórios e analgésicos ajuda, mas, às vezes, não é suficiente. Dependendo do caso da Fibromialgia, o tratamento pode ser multidisciplinar, trabalhando o lado físico e psicológico do paciente.

Fonte: Tribuna Hoje

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

2 Comentários

  1. Meu nome é suelí Schauble, moro em Botucatu interior de SP, Tenho a fibromialgia associada a síndrome miofascial a 11 anos, faço vários tipos de tratamento, agora com ajuda do Tanyx eu consugo controlar melhor as dores após estresse ou exercício físico..

  2. Tenho a fibromialgia associada a síndrome miofascial a 11 anos, faço vários tipos de tratamento, agora com ajuda do Tanyx eu consugo controlar melhor as dores após estresse ou exercício físico..

Olá, deixe um comentário!