Exercícios fisioterápicos podem ajudar na remissão da dor e prevenir complicações nas articulações

Orientações da fisioterapeuta Mariana Alonso Bezerra proferidas no Encontro Nacional de Pacientes Reumáticos e Familiares - SBR 2018

Exercícios fisioterápicos podem ajudar na remissão da dor e prevenir complicações nas articulações

Durante o Encontro Nacional de Pacientes Reumáticos e Familiares do XXXV Congresso Brasileiro de Reumatologia , a fisioterapeuta Mariana Alonso Bezerra apresentou estratégias de conservação articular para melhoria da qualidade de vida do paciente com doença reumatológica. É sabido que o paciente convive pode vir a conviver com vermelhidão, dor, inchaço, calor, rigidez e cansaço, que afetam sua qualidade de vida. “A combinação de uso de medicamentos com estratégias de reabilitação é o ideal para melhorar a vida desse paciente”, destacou.

Como a reabilitação funciona?
Primeiramente é feita a avaliação com o diagnóstico clínica, onde são coletadas as informações do tratamento medicamentoso. Depois, o fisioterapeuta realiza um exame físico para verificar como estão as alterações biomecânicas, o comprometimento do corpo e o impacto da doença na pessoa.

A partir disso, é realizado o planejamento estratégico de tratamento que é totalmente individualizado. “Estabeleceremos metas de curto e longo prazo e acompanhamos a evolução. Após a alta, passamos recomendações e adaptações para o seu dia a dia”.

Como a reabilitação pode me ajudar?
Um dos principais benefícios da reabilitação é o alívio da dor. Além disso, há a prevenção de disfunções. Para auxiliar o paciente, há diversos dispositivos que podem ser usados para auxiliá-lo em suas atividades diárias, como as órteses feitas por orientação do fisioterapeuta de acordo com prescrição do profissional.

Confira as Recomendações para o dia a dia no #blogAR
A fisioterapeuta destacou algumas recomendações para o dia a dia do paciente:

  • Para pegar coisas ou carregar peso, sempre utilizar as duas mãos;
  • Prefira carregar as bolsas no antebraço e não nas mãos;
  • O sono precisa ser restaurador para a doença inflamatória, para auxiliar numa boa noite de sono invista em almofadas em formato de U;
  • Se necessário, use órteses e próteses mediante recomendação de um profissional
  • Se há dificuldade de manusear objetos, peça ajuda e orientação ao fisioterapeuta e/ou terapeuta ocupacional para conseguir objetos que possam lhe auxiliar, exemplos: calçador de meias, abridores de latas e garrafas, entre outros.

Palestra proferida durante o Encontro Nacional para Pacientes Reumáticos e Familiares – SBR2018
XXXV Congresso Brasileiro de Reumatologia

 

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: