Eu era muito criança e pensava que ia passar logo.

Aos 11 anos meu punho direito começou a ficar rígido e com muita dor, a principio os médicos acharam que era febre reumática e começaram a me tratar com benzetacil mas não funcionou.

Quais eram os seus sinais e sintomas? o que você sentia?

Muita dor e enrijecimento.

Você sofreu algum tipo de preconceito?

Sim muitas, e sofro ate hoje.

Dos primeiros sintomas até chegar o diagnóstico, quanto tempo demorou?

Uns 7 meses.

Qual  foi  a  especialidade  do  primeiro  médico  que  você  passou?  e  do  médico  que fechou o seu diagnostico?

Ortopedista e depois reumatologista.

Quais foram os exames que ajudaram a fechar o seu diagnóstico?

Raio x e fator reumatoide.

Qual foi o seu primeiro tratamento medicamentoso?

Corticoide,voltarem e ridaura.

Como é o seu tratamento hoje?

Metrotexatho, arava, corticoide, cálcio d,acido fólico e omeprazol.

Você sofreu o sofre com efeitos colaterais dos medicamentos? como convive com isso? Alguma dica? Como é seu dia a dia com os remédios?

Estou reagindo bem com todos eles.

 O que passou pela sua cabeça, quando o médico falou “você tem a doença”?

Eu era muito criança e pensava que ia passar logo.

A doença de alguma forma mudou a sua vida? se mudou, conte-­nos, o que mudou e Como mudou?

Não posso pular ou correr pois tenho prótese total nos dois joelhos, perdi as forças, não consigo pegar peso e algumas tarefas domesticas eu não consigo realizar.

O que você fazia antes da doença e hoje não faz mais?

Corria, pulava e tocava instrumentos musicais.

Você tem alguma dica de como ter mais qualidade de vida para compartilhar com outros pacientes? Qual é?

Preservar as articulações, respeitar seus limites não beber, não fumar e ser feliz apesar da doença.

Se você pudesse melhorar alguma coisa no tratamento da sua doença no Brasil, o que mudaria?

Tudo, pois mesmo com medicação a dor e persistente.

Deixe uma frase de incentivo, apoio:

Entregue seus caminhos para Deus e Ele sempre estará contigo em sua caminhada.

Sou Giselia Fernandes de Jesus, tenho 42 anos, convivo com o diagnostico de artrite reumatoide juvenil desde os meus 11 anos, moro em Belo Horizonte, sou casada, tenho filhos e sou dona de casa.

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!