if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

É muito difícil aceitar uma doença pelo resto da vida

1

É tão difícil falar da gente, ainda mais quando se trata de problemas que mexem com o nosso psicológico. Os primeiros sintomas de AR em minha vida pareciam algo normal, começou com uma leve dor no pé, mas eu achava que era algo normal, pois tinha dias que não sentia. Com o passar do tempo, as dores foram aumentando, e me impossibilitando de  realizar algumas atividades diárias.

Comecei um tratamento pelo sistema único de saúde, mas nunca obtive êxito, por questões financeiras não podia frequentar um médico particular, e a minha situação a cada dia só piorava, devido a gravidade da situação minha mãe, resolveu procurar ajuda de um médico particular, e foi então que fui diagnosticada com essa terrível doença.

Os meus primeiros sintomas começaram quando tinha 12 anos, quando recebi o diagnóstico já tinha 18, e era tarde, pois a AR já tinha se impregnado no meu corpo. Comecei o tratamento, e aliviou as dores físicas, mas as dores emocionais continuam me maltratando, é muito difícil aceitar que tenho que passar o resto da vida com algumas atrofiações, principalmente nas mãos, isso me deixa muito triste, pois tem dias que é inevitável não ficar destruída em saber que é uma doença incurável.

Mas apesar de todas as dificuldades eu sempre lutei para continuar fazendo coisas que sempre gostei e sonhei em fazer, minha vida não parou, é uma doença, mas sou mais forte que ela, e tenho certeza que mesmo com todos os impasses irei conseguir me realizar, eu sou mais que as marcas deixadas pela AR.

Me chamo Maria Cicera da Silva Pereira, tenho 21 anos, convivo com a doença há 6 anos, sou professora, moro em Piranhas – AL.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Anúncios
  1. Lucia Cristina Diz

    Sinto dor em todas as articulações e não da nada em exames,tem dias que pra levantar e esticar o corpo e muumu difícil

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: