if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

É assim que a AR impacta a vida social

É assim que a AR impacta a vida socialCondições crônicas como a artrite reumatoide (AR) podem afetar seu estilo de vida e suas capacidades a maneira que os outros nem sempre conseguem entender. Independentemente de quão perto você está e quanto você importa com o outro, só você sabe o que está acontecendo dentro de seu próprio corpo. Isso pode prejudicar amizades e relacionamentos com colegas de trabalho, familiares e entes queridos.

Os pacientes com artrite reumatoide (AR) ou qualquer outra doença crônica pode perder o convívio social, muitas vezes os amigos e familiares se afastam naturalmente, e os convites para eventos sociais cada vez serão menos.

Nossa condição muda tudo. As pessoas não entendem o quanto. Amigos e familiares simplesmente evaporam. O isolamento é difícil. A falta de energia e a incapacidade de ficar muito tempo em um evento dificultam muito as saídas sociais. Nunca sabemos como vamos nos sentir/estar de um dia para o outro.

Ser o motorista da rodada é comum, porque os remédios significam que não podemos mais consumir bebidas alcoólicas. Ainda podemos dançar mas pagamos o preço no dia seguinte.

Raramente seremos capazes de gostar de algumas atividades como antes. Nos cansamos rápidamente e muitas vezes estamos com dor. Parar de trabalhar pode cortar metade de seu convívio social. Não tenho certeza se as pessoas realmente entendem o impacto que uma doença crônica tem em nossas vidas.

Sem trabalhar para muitos o contato social pode se resumir a igreja. O medo de contágio por alguma infecção e muitas neuroses pode ainda nos tirar o pouco convívio social que nos resta. Sentir-se fraco, estar fadigado torna uma realidade.

Se fechar em seu mundo particular torna parte de nossa rotina. Um dia no parque é como uma intensa partida ocasional de futebol, significa que na segunda feira será quase impossível de se levantar para trabalhar. Ter que cancelar e reagendar eventos por causa da fadiga se torna habitual. Os finais de semana pode se resumir apenas a uma maratona de Netflix.

É difícil, se os outros não sabem sobre os problemas com sua condição, eles acham que você está sendo um esnobe anti-social. Se você tentar explicar alguma coisa sobre o sua condição, eles acham que você é um complemento hipocondríaco.

É difícil planejar qualquer coisa. Podemos levantar e trabalhar muito bem em um dia, e na manhã seguinte mal consiguir se mexer.

Eu faço o meu melhor para manter uma vida social. Não saio tanto quanto antes, mas ainda me resta amigos virtuais e familiares. Aprendi a dar valor à coisas simples do dia a dia.

Fonte: Espondilite Brasil 

Anúncios

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: