Douglas busca vencer artrite reativa e faz contagem regressiva para voltar a atuar pelo Fluminense

Há três meses fora dos jogos do Fluminense, Douglas vive contagem regressiva para retornar. O volante foi substituído no intervalo da derrota para o Grêmio, em 31 de maio, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e desde então não jogou mais.

Antes da partida contra o Atlético-MG, o técnico Abel Braga avisou que Douglas tinha previsão de retorno em três semanas. O prazo coincide com a partida contra o Vitória, domingo, no Barradão, a primeira após a pausa para as Eliminatórias.

O longo tempo de inatividade tem motivo: segundo o Fluminense, o jogador sofre de artrite reativa. Consultado pelo Jogo Extra, o reumatologista Marcelo de Medeiros Pinheiro, da Sociedade Brasileira de Reumatologia, explicou que a doença costuma afetar homens abaixo dos 45 anos, com picos entre os 20 — idade de Douglas — e os 30.

O diagnóstico não é simples. De acordo com Pinheiro, a origem pode ser uma infecção digestiva, urinária ou até exposição à clamídia, uma doença sexualmente transmissível. Normalmente, a artrite reativa causa dores no tornozelo e no joelho.

O tratamento, à base de anti-inflamatórios comuns, costuma durar poucas semanas, mas pode evoluir para o uso de medicações de alto custo a depender da evolução das dores. Segundo o médico, a doença tende a se prolongar quando o paciente tem um quadro genético que aparece em até 1% da população brasileira — ou seja, cerca de 250 mil pessoas.

— Essas medicações potentes costumam diminuir o processo inflamatório e permitir novamente atividades normais — explica Pinheiro. — Metade dos pacientes fica totalmente curada, enquanto a outra metade pode ter episódios ao longo da vida e comprometer até a coluna.

CORTE DA SELEÇÃO E PERDA DOS GÊMEOS

Problemas físicos já haviam levado Douglas a ser cortado da seleção brasileira que disputou o Sul-Americano Sub-20, em janeiro. Durante a inatividade atual, o volante ainda sofreu um golpe duro: sua esposa, que estava grávida de gêmeos, perdeu os bebês no último mês.

O técnico Abel Braga fez questão de dedicar a última vitória tricolor, contra o Atlético-MG, ao seu “bruxo” — forma escolhida pelo treinador para se referir ao volante.

O período fora dos gramados do volante coincidiu com a ascensão de Wendel, que começou o ano no time sub-20 e hoje é titular.

Fonte: https://extra.globo.com/esporte/fluminense/douglas-busca-vencer-artrite-reativa-faz-contagem-regressiva-para-voltar-atuar-pelo-fluminense-21780913.html

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!