Doença de Crohn X Câncer de pele

O tratamento para Doença Inflamatória Intestinal pode aumentar o risco de câncer de pele, a doença inflamatória intestinal pode aumentar o risco de melanoma, o tipo mais perigoso de câncer de pele. Isso quer dizer que é importante você estar atento a alterações na sua pele e  conversar com seu médico em suas consultas. O risco de melanoma é independente do tratamento. Neste estudo encontraram chance de 37% a mais de portadores de Doença de Crohn e outras DIIs a desenvolverem câncer de pele em comparação com a população geral.
É biologicamente natural que os pacientes com DII independente do tratamento podem ter um risco maior de câncer de melanoma ou  não-melanoma, já que esses agentes aumentam a sensibilidade do DNA com os danos causados pelos raios ultravioletas do sol. Portanto, é importante que os dermatologistas estejam envolvidos no tratamento de pacientes com Doença de Crohn ou Retocolite Ulcerativa, caso tenha um histórico genético por doenças de pele ou alguma suspeita de sintomas da doença.
sol
Pesquisas nos Estados Unidos, não encontraram ligação direta entre melanoma e risco de doença de pele em pacientes com Doença de Crohn ou Retocolite que fazem uso dos tratamentos com Biológicos. O melanoma, se tratado precocemente é 100% curável, mas se demorar a diagnosticar e principalmente a tratar, pode causar danos irreversíveis ou algo pior, uma fatalidade temida em todos cânceres.
 
Fique atento!

Qualquer mudança em sua pele, especialmente sinais (nevos melanocíticos), verruga ou qualquer novo crescimento;
Inchaço ou hemorragias externas;
Alguma lesão que está coçando, “descamação”, se sensível ou dolorosa.
Fonte: Dcrohn.blogspot

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!