De repente corticoide; uma relação de amor e ódio

A vida com artrite reumatoide é assim um constante recomeçar, quando pensamos que estamos chegando lá na pertinho da tão sonhada remissão, voltamos alguns passos para trás e de repente volta ele, que amamos e odiamos, o corticoide, hoje lindo, amanhã maldito, odeio seus efeitos colaterais e amo seu poder.
Depois de quase 9 meses sem corticoide, 02 meses após o 3º ciclo do Rituximabe, a AR, resolveu mostrar-se ativa, voltei a sentir dores do tipo “10”, rigidez matinal, quadril doendo, joelho gritando e mãos latejantes e pulsantes, fui logo correndo colher exames de atividade inflamatória, desejando ser apenas uma resposta do meu nível de estresse (devido a semana de provas na faculdade), e encontrei a verdade, VHS e PCR estourados (elevados à níveis master). A atividade inflamatória presente, articulações inchadas, vermelhas quentes, rigidez matinal, inverno e  somado ao estresse, o resultado se resume a dor, dor e dor.

Hoje, em reavaliação no reumato, descobri que neste inverno o meu presente de inverno foi uma Bursite de Quadril Bilateral (porque AR que é AR, é assim, sempre acontece algo, tipo, nas duas articulações), que trouxe de brinde injeções de corticoide. Manterei como medicação de base o corticoide de 5 mg e antiinflamatório de suporte até que seja reduzida as dores, caso não resolva, terei que aceitar duas infiltrações (tenho pavor de agulhas).

Experimentei quase 9 meses de monoterapia (apenas com Rituximabe), mas como a vida com #AR é instável foi preciso aceitar a volta do corticoide, espero que não seja preciso aumentar essa dose e que este inverno seja leve.

A vida com #AR é assim um constante recomeçAR, quando pensamos que estamos chegando lá, voltamos alguns passos para trá…

Posted by Artrite Reumatoide on Quarta, 10 de junho de 2015

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

1 Comentário

  1. Já passei pelo corticoide pela infiltração pelas nauseas do METOTREXATO por erosão óssea pelas fisgadas ao movimentar ou seja não podia nem caminhar mais me deixava triste o olhar das pessoas que se perguntavam sera que é verdade mais hoje já superei esta parte também.

Olá, deixe um comentário!