Centro de Infusão do Conjunto Hospitalar de Sorocaba restringe aplicação e fornecimento de remédios para tratamento da artrite reumatoide

O Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) está restringindo o fornecimento e a aplicação de medicamentos endovenosos para tratamento da artrite reumatoide, antes disponibilizados para qualquer pessoa com indicação médica. A medida foi anunciada semana passada aos pacientes, que teriam ficado sem alternativa para receber os remédios gratuitamente. Na Farmácia de Alto Custo do CHS, uma funcionária informou ao Cruzeiro do Sul que a liberação dos medicamentos só acontecerá mediante a prescrição de um local onde possam ser aplicados, pois o Centro de Infusão existente no local só está fazendo a aplicação em pacientes tratados no próprio CHS.

O reumatologista Benedito José de Sampaio, que trata em sua clínica dezenas de pacientes com a doença, explica que antes qualquer pessoa com prescrição dos medicamentos actemra, orencia e mabthera podia fazer o agendamento para a retirada na Farmácia de Alto Custo e aplicação no Centro de Infusão do CHS. Segundo ele, os remédios são administrados diretamente na veia e servem para o controle da artrite reumatoide, evitando a dor e deformação nos pacientes. “No entanto, os pacientes foram surpreendidos com a notícia de que não poderão mais fazer a aplicação no local”, afirma. O médico reclama que a medida não foi informada com antecedência e, por isso, as pessoas que utilizam os remédios estão sem saber o que fazer. “Este era o centro de referência da região.”

O Departamento Regional de Saúde (DRS) de Sorocaba informou, na sexta-feira, que desde o início do ano vem alertando os pacientes sobre a alteração. “Especificamente em fevereiro deste ano, de fato, o fluxo foi redimensionado visando que cada paciente seja orientado para que procure o médico prescritor para que o mesmo o auxilie na infunsão, exceto os casos dos pacientes que já são atendidos no ambulatório do Conjunto Hospitalar de Sorocaba”, de acordo com nota enviada. Não responderam, no entanto, qual o motivo da mudança, se é temporária ou definitiva e as alternativas de locais para as aplicações.

Fonte: Extra Globo

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

2 Comentários

  1. Estou a mais de 1 mês aguardando o fornecimento da Rituximabe pelo CHS e só obtenho a resposta que não chegou . Como posso recorrer para acelerar e exigir este medicamento pois a falta dele ja causa danos inreversiveis .

    • Voce pode denunciar na ouvidoria pelo 136 e entrar judicialmente, é um absurdo esse tipo de situação que o paciente tem que conviver.

Olá, deixe um comentário!