Bancos terão linha de crédito para pessoas portadoras de deficiência

Após reunião do Conselho Monetário Nacional nesta quinta-feira, o Banco Central (BC) regulamentou medida para estimular os bancos a terem linhas de crédito específicas para pessoas portadoras de deficiência. Com os recursos, que poderão atingir R$ 30 mil por pessoa, o beneficiário poderá comprar equipamentos como cadeiras de rodas.
A lista dos produtos, no entanto, depende de portaria que será divulgada pelos ministérios da Fazenda e Ciência e Tecnologia, além da Secretaria de Direitos Humanos.
O rol poderá conter até carros adaptados para portadores de deficiência. Para ter acesso ao benefício, o candidato deverá comprovar renda igual ou inferior a dez salários mínimos (R$ 6.220). A taxa de juros mensal não poderá ser maior que 2%. Para os bancos, os recursos destinados para a linha de crédito seguirão as mesmas normas atualmente aplicadas para outros tipos de empréstimos.
As instituições financeiras devem destinar até 2% de todos os depósitos à vista para essa modalidade de financiamento.

Caminhando para um Brasil Sem Limites. Excelente Iniciativa!!
Porem, acredito sera necessario intensa fiscalizacao, pois sabemos que infelizmente, existem pessoas (familiares por ex:), que exploram dos Direitos das Pessoas com Deficiencia, usando de seus direitos, sem beneficiar ou prestar assistencia de cuidados basicos.
Vamos aguardar a portaria de criterios!!

Fonte: – TerraPara acessá-lo, clique no link a seguir:http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201201261936_TRR_80776341

Anúncios

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de Artrite Reumatoide aos 26 anos, enquanto atuava como enfermeira, estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros. De repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

8 Comentários

  1. Excelente noticia principalmente para quem precisa adquirir novos equipamentos, mas o ideal seria o governo isentar impostos coo fizeram com linha branca e outros.
    Afinal quando vamos a uma dessas lojas que vendem materiais ortopédicos pagamos
    preços absurdos.Estes produtos para nós deficientes não são luxos e sim uma necessidade, que nos permite o direito de ir e vir

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!