Através da internet consegui orientação e ajuda para o meu tratamento

Meu nome é Renê da Costa Guerra, tenho 52 anos, descobri a artrite reumatoide quase que simultaneamente com a hidroencefalia em 2009, sendo que desta eu fui operado. Foi mais ou menos nessa época que eu conheci a Priscila Torres, pois eu estava sem grana até para comprar remédios, (MTX e Acido fólico na época,  procurei na internet quem poderia me ajudar e foi assim que eu achei a Pri. No dia seguinte ela estaria no Hospital do Servidor Público e me entregaria o medicamento como de fato ocorreu e de lá para cá mantemos contato. Depois eu passei a usar Naproxeno que eu conseguia em igrejas ou até mesmo com enfermeiras do posto da Vila Mariana.

Meu reumato do posto sugeriu que eu passasse a tomar o injetável que de novo, graças a Pri que me indicou, peguei na farmácia de alto-custo do posto VM. Após uma peregrinação em postos e hospitais não consegui ninguém que aplicasse o MTX injetável. Devolvi o injetável e meu reumato aumentou a dose de MTX e ácido fólico via oral, mas a nova dosagem me deu alergia, passei então para o Arava, com o qual eu já estou há praticamente um ano.

O meu reumato do posto da Vila Mariana sugeriu que eu fosse para os biológicos, só que antes eu teria que fazer os testes de tuberculose. Apesar do PPD ter dado negativo, apareceu um nódulo no pulmão que poderia ser indicação de tuberculose ou efeito colateral da AR (opinião da minha atual reumato). Por vias das dúvidas (mesmo tendo feito o tratamento prévio para tuberculose por três meses) eu tenho um certo receio de ir para os biológicos, já que minha AR esta controlada. Tenho também cistos nos rins e nódulos reumatoides. Bom é isso.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Anúncios

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de Artrite Reumatoide aos 26 anos, enquanto atuava como enfermeira, estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros. De repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Se você gostou dessa publicação, nos incentive a continuar, deixe seu comentário!