Artrose: Mal inevitável ou possível de se prevenir?

Estima-se que o problema afete quase 20% da população a nível global. Mas terá de ser assim?

É o motivo da maioria das dores articulares entre adultos com mais de 50 anos. O nível de desconforto é tal que condiciona o dia a dia e limita as atividades normais do indivíduo, que se vê por vezes obrigado a afastar-se da sua atividade laboral.

O problema surge da má saúde das articulações que são mais sensíveis e desgastam-se mais rápido do que o suposto. O motivo pode ser genético, e neste caso não tem como evitar a predisposição natural, contudo, a indústria farmacêutica tem trabalhado para combater este problema, com opções de medicação capaz de reduzir as dores, melhorar a flexibilidade articular, estabilizar o processo inflamatório e impedir a progressão da doença.

Mas a par do contexto genético, a artrose pode advir de exercícios de alto impacto articular, traumatismos de repetição ou obesidade – casos em que a culpa é do próprio indivíduo que desta forma esforça em demasia todo o corpo, articulações inclusive. Como meio de evitar as dores, os mesmos medicamentos anteriormente referidos poderão ser um apoio, contudo, a prevenção é essencial para se evitar este mal que, em certos níveis, torna-se um caminho sem retorno.

Um estilo de vida saudável a qualquer idade é essencial para evitar tais problemas, mas especialistas não deixam de referir que também a má prática de exercício físico pode levar ao mesmo resultado negativo. No caso de sentir dores constantes, procurar a ajuda de um especialista é por isso essencial, por vezes corrigir a postura ou optar por um calçado de corrida mais indicado ao seu tipo de passada, durante a corrida, pode ser tudo o que precisa para ‘fugir’ da artrose.

Fonte: Noticias ao Minuto

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));