Artrite Reumatoide, novas opções de tratamento são pesquisadas no País!

O Centro Paulista de Investigação Clínica “CEPIC”, oferece a oportunidade de participar em uma pesquisa clínica com novos e inovadores medicamentos para o tratamento da Artrite Reumatoide.

Informações: (11) 2271-3456

Importante, os protocolos de pesquisa clínica são acompanhados por médicos Reumatologistas em consultas e exames periódicos.

Converse com seu médico antecipadamente comunicando o desejo de participar da pesquisa clínica, posteriormente ligue e agende uma triagem.

Obs: Divulgação aprovada pelo Cômite de Ética em fevereiro de 2013. 

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

12 Comentários

  1. Gostaria de saber sobre esta pesquisa clinica pois me trato na Unesp há 12 anos ja com medicamentos biologicos e se começarem a fazer novas pesquisas me disponho a participar.

  2. a 3 anos sofria com dores na coluna exames acusaram lordose e bico de papagaio nas vertebras L1.L3.L4dai começaram aparecer dores nos joelhos pés as pernas inchadas até que percebi que meus dedos das mãos e do pé esquerdo estavam deformados demorei um ano para descobrir que era portadora de Artrite Reumatoide comecei um tratamento em 2012 com um reumatologista que graças a Deus aliviou as dores como o medico me disse essa doença não tem cura mais tem tratamento e alivio das dores meus medicamentos são Tecnomet,2,5 sete comprimidos por semana disfofato de cloroquina e acido folico e predinisona ,

  3. Olá. Tenho também AR há um ano. Tomo Metotrexato, o mesmo que vc toma só que 8 cps por semana e o ácido fólico. Depois de seis meses de tratamento estou bem melhor, quase sem dores. O meu médico reumatologista me receitou agora o hidroxicloroquina 400mg, 1 cp ao dia, continuando com os outros dois acima para eliminar totalmente as dores, só que temo tomat a cloroquina pq pode dar problema na retina. Há quanto tempo vc toma a cloroquina, vc está bem? Nada alterou a sua visão? Por favor responda-me para o meu e-mail: [email protected]. Grata, Yara.

    • Olá, Yara
      Eu usei Cloroquina por apenas 8 meses e não tive nenhuma alteração de visão. O uso é seguro, mas precisa fazer avaliação médica com o oftalmo e manter os retornos regulares ao médico reumatologista.
      Estou te respondendo por e-mail tbe.
      Bjs

    • Endereço: R. Moreira e Costa, 342 – Ipiranga, São Paulo – SP, 04265-000
      Telefone:(11) 2271-3450

  4. Eu tenho a doença a 23 anos ja passei por varios tratamento com varios tipode remedios hoje tomo metotraxato e ácido folico . Mais as dores encomoda muito

  5. OLA, ME CHAMO MARIA E O MEU MARIDO FOI DIAGNOSTICADO COM ESSA DOENÇA,O MEDICO PASSOU TRES TIPOS DE MEDICAMENTO.PREDICIN,TECNOMET, XEFO E ACIDO FOLICO ELE JA ESTA TOMANDO A MAIS DE DOIS MEZES MAS AINDA NAO ESTA TENDO MELHORAS.ESSES MEDICAMENTOS ESTAO DANDO MUITA REAÇAO COMO FADIGA AMARGO NA BOCA,FRAQUEZA NAS PERNAS E DIARREIA.ESSAS REAÇOES SAO NORMAIS? E A DEMORA DA RESPOSTA DO TRATAMENTO DEMORA MESMO?

    • Maria
      A fadiga pode ser uma consequência da doença que não está controlada, a fadiga acompanha a artrite reumatoide, talvez tenham observado que a fadiga piorou com os medicamentos, mas provavelmente é causada pela doença. Em média o metotrexato, começa a fazer efeito por volta da 8ª semana de uso (2 meses). O gosto amargo na boca e a diarréia pode sim ser um efeito colateral dos medicamentos. Sugiro que retornem ao médico e contem o que está acontecendo, o médico os ajudará, indicando outros medicamentos ou ajustando a dose. Super boa sorte e não desistam, pois existe qualidade de vida após a doença.

Olá, deixe um comentário!