Artrite Reumatoide e o Exercício Físico

O Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna e Terapêutica da UNIFESP, juntamente com o Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício (CEPE/Unifesp). Recruta mulheres para ser voluntária em Pesquisa sobre Exercício Físico e Sono. Devem ter diagnóstico médico de Artrite Reumatoide, idade entre 35 e 65 anos e queixas de sono ruim.

As candidatas não podem: estar tomando remédio para dormir, ter fibromialgia, outra doença reumática associada, e estar praticando atividade física regularmente. Devem estar com a pressão arterial controlada, diabetes controlado e não ser trabalhador de turno (a noite).

Ter disponibilidade no período da tarde (15:30 as 16:30); 2x por semana (3f e 5f) para realizar o programa de acompanhamento, que terá duração de 4 meses. O estudo acontece no CEPE (Centro de Estudos em

Psicobiologia e Exercício), localizado no 9° andar, do prédio do Instituto do Sono, que fica na rua Marselhesa, 500. (próximo ao metrô Santa Cruz)

Os interessados deverão encaminhar e-mail para ahkayo@uol.com.br ou contato telefone 98219.8239 (tim).

Falar com Andrea Kayo

PesquisaUnifespAndreia

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

8 Comentários

  1. Moro na cidade de Rio de Janeiro, capital, mas gostaria de fazer parte de voluntária para qualquer
    que fosse o tratamento, e remédios , enfim: só que
    moro no RJ, caso tenha condições, eu toparia!!!
    Sem mais, muito agradecida
    Aurelina

  2. Não conhecia seu blog, ano passado ao acordar comecei a ter dores nas mãos, e muita dificuldade para andar. Não dei muita importância, porque logo o inverno acabou e eu não sei nada mais. Este ano quando novamente começou a esfriar as dores vieram de forma mais branda. Não tive dificuldades para andar e logo minhas mãos estavam como se nada tivesse acontecendo. Em fevereiro/13 comecei a fazer natação. Sempre quando vem as dores não tomo nenhum medicamento, a natação tem sido a melhor terapia/remédio. Estou fazendo os exames para diagnostico preciso. As vezes tenho medo da verdade, mas sei que preciso ter forças para encarar e viver a vida. Tenho em mente que é um dia de cada vez. Há mais ou menos um mês resolvi a deixar de lado o carro e andar de bike, mesmo as vezes tendo algumas limitações. Obrigada por relatar toda sua trajetória de vida. Deus te abençoe a cada dia mais. Gostaria de poder conversar mais com você!
    Beijo

    • Oi, Renata!!!!
      Excelente iniciativa, buscar ajuda com a atividade física!!! Mas cuidado, você precisa de um diagnóstico e orientação médica.!!
      Os sintomas da Artrite Reumatoide, não passam tão rápido assim, ainda mais sem tratamento medicamentoso, vamos torcer para que não seja!!!
      Abraços!!

Olá, deixe um comentário!