Analgésicos de venda livre também podem causar doenças

A legislação brasileira permite que certos medicamentos possam ser adquiridos em farmácias e drogarias sem prescrição médica. Entre estes estão alguns analgésicos. Mas a venda ser livre não significa que o uso possa ser feito de forma indiscriminada. Fique atento a essas dicas.

Os analgésicos são medicamentos utilizados para a redução da febre e o alívio temporário de dores leves a moderadas.Assim como todo medicamento, os analgésicos mesmo se utilizados corretamente, podem causar danos sérios à saúde. Dentre as reações adversas graves ocasionadas por analgésicos podemos destacar: reação alérgica grave e imediata que pode levar à morte, reações cutâneas com risco à vida, hepatite fulminante e alterações nas células sanguíneas.

Existem no mercado brasileiro diversos tipos de analgésicos de venda livre como aspirina, ibuprofeno, quetoprofeno, naproxeno, dipirona paracetamol (acetaminofeno). Para o uso seguro do medicamento recomenda-se utilizá-lo na menor dose efetiva e pelo menor tempo adequado de tratamento. Deve-se sempre respeitar a quantidade e o intervalo entre as doses recomendados em bula ou conforme orientação médica. O usuário deve consultar um médico se os sintomas piorarem ou não desaparecerem.

Fonte: Click Saudável

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!