A adaptação aos medicamentos foi dificil

Em 2013 acordei chorando com muita dor nos ombros, pés, cotovelos, mãos inchadas e sem poder andar. Fui ao hospital tomei anti-inflamatório e me diagnosticaram como artrite. As dores continuaram e voltei muitas vezes ao hospital até achar um médico que solicitasse um exame para reumatismo. Minha taxa reumatóide estava extrapolando o limite. No início do tratamento foi muito difícil me adaptar aos remédios. Há dois anos fiz uma pesquisa pessoal sobre essa doença. Fiz cursos de PNL, neurolinguistica, tratamentos espirituais, etc. Neste período fiquei sem remédio algum, sem dores, vida normal. Porém, algo aconteceu e as dores voltaram por conta de não tratar uma dor de garganta. Vamos começar tudo novamente.

Me chamo Noely, tenho 39 anos, convivo com a artrite reumatoide há 2 anos, moro em Brasilia – DF.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!