A luz que me guia é + forte que a artrite que me limita!

A luz que me guia é + forte que a artrite que me limita!
Quem nunca pensou em desistir?
Às vezes, desistir parece o caminho mais fácil, #Desistir de #Desistir é para os #Fortes e pessoas que convivem com #artrite e outras doenças reumáticas são pessoas fortes por natureza, pois uma pessoa fraca, não aguentaria um dia de #paciente, pois gente como a gente tem uma #LuzSuperior que nos Guia, nos dando forças contínuas, para persistir e resistir, pois a cada manhã somos gratos à Deus pela noite superada e reconhecemos o amanhecer como uma dádiva de um novo dia.
#Força #Foco #Fé 

22_02_2016_10_20_26

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

9 Comentários

    • Obrigado, Simone, o agradecimento é um incentivo para continuar, é gratificante saber que alguém está lendo e sobretudo que essa informação está sendo importante na vida de alguém! Muito obrigado pelo carinho! 🙂

  1. Verdade, você torna o nosso dia a dia mais suave e nos presta informações muito úteis.Deus te abençoe.

  2. Olá, Priscila gostei muito deste post, pois me deu um ânimo, a minha vontade é de desistir são muitas dores ,e com isso vem a tristeza, você não consegue explicar para alguém dimensão do que está sentindo.
    Só Jesus para nos dar força, como você disse artrite é para os fortes.

    • Verdade, Anadilma
      Artrite é para os fortes!! Não tente explicar, quem não tem a doença, jamais vai conseguir entender a complexidade que é conviver com a AR!
      Super forças!!
      Bjs

  3. Deus ê mais. Fui diagnosticada com febre reumática. Tive uma artrite reacional, amanheci com o joelho inchado, fui trabalhar e piorava cada vez mais. Sei que piorava a cada minuto que passava, moro em outra cidade da dos meus pais. Vieram buscar-me, sai de cadeira de rodas, chegando, fomos direto para o hospital, fiquei internada, o médico disse: que se demorasse mais, poderia ter atingido o coração e o cérebro. Mas Deus é mais. Passei nove dias internada, no antibiótico e corticóide. Dependência total, dores em todas as articulações. Tive alta e continuei o tratamento em casa. Retornei ao hospital, o clínico encaminhou para um reumatologista. Mais e mais exames, confirmação febre reumática. Tomar benzetacil de 21 em 21 dias até o resto da vida. Foi dia primeiro de março, hoje faz dois meses. Ainda sinto dores e ainda escutei do perito da Universidade que não tenho nada, como doeu, fiquei triste, só pergunto se essas dores irão passar, dizem que sim. Enfim, Deus ê mais. O médico deu sessenta dias de atestado, o perito só deu trinta, já tinha dado trinta. Mas não vou voltar a trabalhar amanhã, vou mancando? Uns dizem tem que parar de reclamar, não reclamo. Mas não consigo andar normal, pois dói. Tentei fingir, andar normal não consigo. Para digitar dói. Mas sigamos em frente e Deus é por todos. Encontrei este blog e vi que estou bem em relação a outros casos, sempre faço isso relaciono a casos bem mais complexos, desde quando estava no hospital. Que foi passageiro e quem fica num leito diariamente.

    • Olá, Luciana
      Como você está?
      Não desista de lutar pelos seus direitos jamais! Se você não está bem, vá em busca de seus direitos trabalhistas e assistenciais.

Olá, deixe um comentário!