5 direitos que os pacientes com psoríase têm e você não sabia

As dificuldades enfrentadas por portadores de doenças para conseguir exercer os seus direitos são inúmeras. Muitas vezes, os pacientes desconhecem benefícios disponíveis e deixam de brigar por melhores condições de tratamentos.

No caso da psoríase, não existem ainda benefícios específicos, mas os pacientes diagnosticados podem e devem buscar o apoio da sociedade, do empregador e do sistema público de saúde para enfrentar os sintomas com tranquilidade emocional e financeira.

1. Medicamentos gratuitos pelo SUS: a psoríase está entre as doenças crônicas para as quais o sistema de saúde público brasileiro é obrigado a fornecer medicamentos gratuitos. Ao ser diagnosticado pelo dermatologista, peça a ele orientação sobre quais opções de tratamento para psoríase são disponibilizados pelo SUS e como conseguir os remédios e pomadas receitados para controlar os sintomas.

2. Licença médica: nos períodos mais graves das inflamações causadas pela psoríase, os pacientes poderão se ausentar do trabalho para se tratar. Se a licença for recomendada pelo médico que acompanha o paciente, o empregador é obrigado a conceder por 14 dias o afastamento remunerado do funcionário para que ele se trate adequadamente. Basta levar um atestado médico ao departamento pessoal da empresa.

3. Auxílio-doença: Após 14 dias de afastamento do tratamento, se for necessário ficar mais tempo em casa para continuar o tratamento contra a psoríase, o empregador deverá encaminhar o funcionário para o INSS. O paciente deve entrar pedir o auxílio-doença pelo tempo determinado pelo seu médico. Munido de toda a documentação necessária, o portador de psoríase deve ir até uma agência do INSS fazer uma vistoria. O médico do sistema público irá aprovar ou não o auxílio-doença e por quanto tempo.

4. Aposentadoria por invalidez: São raros os casos em que o INSS concedeu aposentadoria por invalidez para pacientes de psoríase, principalmente porque não é contagiosa e existe tratamento para controlar os sintomas. No entanto, se o médico e o paciente avaliarem que a doença impede a volta ao trabalho, um processo de aposentadoria deve ser aberto. Nesse caso, o paciente deve primeiro pedir o auxílio-doença.

5. Isenção de impostos e outras isenções para compra de veículos: cada Estado tem uma legislação própria em relação a isenções tributárias e facilidades para a compra de automóveis para portadores de doenças graves e com dificuldade de locomoção. Pacientes com psoríase devem checar na legislação local se podem pedir alguma isenção. Em casos de artrite psoriásica, em que se comprove dificuldade de locomoção pela doença, o paciente pode ter direito a alguns benefícios.

Fonte: Folha da PB

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!