Convivendo com Artrite Reumatoide e desconforto respiratório

Quando eu era criança, tinha muitas dores, aí fiz exames e fui diagnosticada com reumatismo no sangue, fiz tratamento com benzetacil, e com uns 15 anos de idade meus joelhos começaram à inchar por várias vezes, fiz infiltração, mas mesmo assim sentia dores horríveis, depois minhas articulações foram inchando com frequência, e novamente fiz vários exames que constataram a artrite reumatoide.

Tomo muitos medicamentos, como o metotrexato, prednisona, arava e a injeção de Humira. Por causa desta doença hoje tenho prótese nos dois quadris com indicação para prótese de joelho, tenho limitações para fazer muitas coisas, hoje faço acompanhamento com uma psicóloga, tomo remédio anti depressivo, não é fácil conviver com essa doença, só Deus para nos dar forças para aguentar. Gostaria de saber se alguma pessoa do grupo sente muita falta de ar, pois estou tendo muita… Essa é a minha vida com artrite reumatoide.

Me chamo Sani Mara Alves da Cruz, tenho 41 anos, moro em Ubatuba – SP, convivo com a artrite reumatoide há 26 anos, trabalhava como monitora infantil, mas hoje sou aposentada por invalidez.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!