Saiba quais são os exercícios mais indicados para amenizar a artrite e artrose

Para entender os exercícios físicos que ajudam na artrite e na artrose é importante entender os sintomas de cada uma.

A artrite não é considerada uma doença, mas sim um conjunto de sintomas que podem acometer uma articulação. Segundo a diretora do Centro Multidisciplinar Fluminense e especialista em Reumatologia, Selma Merenlender, a artrite obrigatoriamente tem que apresentar os sinais de inflamações, como dor, calor, rubor, tumor e até mesmo perda da função.

“Quando esses sintomas estão presentes de uma só vez é que temos uma artrite. Ela costuma ser sintoma de muitas doenças reumáticas, e tem o mesmo significado, por exemplo, que uma dor de cabeça, para a neurologia, ou uma febre para a pediatria. É necessário, portanto, diferenciar a palavra isolada artrite de quando ela se transforma em um nome composto, vindo associada a uma outra palavra como, por exemplo, artrite reumatóide, doença autoimune, artrite psoriásica, a causada pela psoríase ou artrite viral, doença causada por uma infecção viral, sendo a mais popular, no momento, a artrite por chikungunya”, explica.

Já a artrose é um processo de desgaste que ocorre em todas as articulações que são móveis como, por exemplo, os joelhos, quadris e até mesmo as mãos. “Está relacionada ao uso e consequente desgaste, ou seja, quanto mais usa, maior a chance de artrose”, diz Selma.

A artose pode começar aos 25 anos já podendo apresentar alguns desgastes na parte dorsal da coluna vertebral. “Ainda assim, modernos tratamentos medicamentosos e medidas fisioterápicas são capazes de minimizar as dores e as deformidades da artrose”, ressalta.

– Exercícios físicos nas doenças reumatológicas

Apesar da dor ser considerada o principal sintoma dessas doenças, os exercícios físicos devem ser praticados para a melhora. “Com certeza, no início a dor pode atrapalhar o desempenho, mas o benefício a longo prazo é imenso. As escolioses e outros distúrbios posturais têm boa resposta ao pilates, a fibromialgia se beneficia muito dos exercícios com base no alongamento e na yoga, a osteoporose necessita de exercícios de impacto e musculação”.

Porém, é importante tomar cuidado com fraturas associadas a osteoporose. ” Tem que esperar a fratura consolidar, passar pela fase de alongamento para depois com muito cuidado e, de maneira individualizada (personal trainer), iniciar a musculação. As artroses têm boa resposta aos exercícios de alongamento e fortalecimento e, por fim, todas as doenças reumáticas podem se beneficiar da natação, preferencialmente, em piscina aquecida e salinizada”.

A especialista ainda lista os benefícios dos exercícios como liberação de endorfina para o cérebro, dando sensação de prazer e melhora. “Outro fator importante é o treinamento do equilíbrio que o exercício físico proporciona, diminuindo o risco que quedas nos idosos, e quando isto eventualmente ocorre, existe uma camada de músculo reforçada, diminuindo o impacto em cima do osso, e por conseguinte, diminuindo o risco de fraturas”, conclui.

Fonte:Caras Uol

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!