Colite Ulcerativa

Doença inflamatória do intestino na parte do cólon e reto, também chamada de proctite ulcerativa, pancolite ou colite distal.

É uma inflamação inespecífica que pode ser classificada em superficial, crônica e exuberante, acometendo exclusivamente a mucosa, provocando lesões contínuas nas áreas em que se manifesta, sendo que a extensão e as características das lesões que determinam a sua gravidade.

Podem ocorrer ainda manifestações extra intestinais, como dores articulares, eritema nodoso, pioderma gangrenoso e, mais raramente, alterações oculares e hepáticas. Afeta pessoas de ambos os sexos, na faixa etária de 15 e 30 anos ou depois dos 60, com maior incidência na raça branca e em judeus. Nos Estados Unidos atinge de 35 a 100 indivíduos em cada 100 mil habitantes, sem causa conhecida, acredita-se que haja componente hereditário, imunológico e fatores ambientais.

Sinais e Sintomas:

– Dor abdominal.

– Diarreia com sangue.

– Febre.

– Náuseas.

– Anemia.

– Fadiga.

– Perda de peso.

– Perda de apetite.

– Perda de fluidos corporais e nutrientes.

– Lesões na pele.

– Artralgia.

O diagnóstico é feito pelo médico gastroenterologista através do histórico e exame físico do paciente, podendo ser solicitados exames complementares, como hemograma completo, ferro sérico albumina, VHS, proteína C reativa, Fezes, marcadores sorológicos e pelos exames de raios X com contraste, colonoscopia e tomografia computadorizada.

SAIBA MAIS:

– A doença de Crohn também é inflamatória intestinal, mas se diferencia porque pode acometer qualquer ponto do trato digestivo e se caracteriza por inflamação em todas as camadas da parede do intestino, enquanto que a colite ulcerativa ataca somente o cólon e o reto.

– Em 15% das colites ulcerativas podem existir fissuras ou abscessos retais.

– Não ingira alimentos que contenham fibras insolúveis, como cascas de frutas, verduras etc. para não estimular o intestino e agravar as crises de diarreia.

– Reduza ao máximo a ingestão de condimentos.

– Evite leite e seus derivados.

– Não utilize bebidas fermentadas.

– Os principais sintomas são sangramento e diarreia com cólicas, sangue, muco e, eventualmente, com pus se houver infecção.

– As crises de diarreia são persistentes, ocorrem durante o dia e também à noite e de madrugada.

– Depois das refeições, o reflexo para evacuar é intenso.

– Crescimento prejudicado, especialmente em crianças.

– Durante a evolução da doença, podem surgir desnutrição, perda de peso, megacólon tóxico, perfuração do cólon e peritonite.

– Na pancolite o risco de câncer do cólon fica aumentado.

– Procure seu médico se tiver sangramento intestinal ou crises persistentes de diarreia.

Fonte: Dgabc

Social Media

Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×

Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!