Meus exames deram positivo para lúpus, fiquei perdida achando que ia morrer daquilo.

Quando eu era criança sempre sentia dores nas pernas e nos braços, mas sempre usava analgésico e passava.  Com o tempo as dores foram aumentando, ás vezes eram nas pernas,  depois nos braços, mas o que me deixava de cama eram as dores nas costas e torcicolos.

Quando comecei a dançar as dores nas costas pioraram  muito e todas as vezes que eu ia no medico era receitado voltarem ou profenid, utilizava bolsa de água quente ou gelada. Até que por volta dos quarenta e poucos anos tive um inchaço  nas mãos e muitas dores,  pois trabalhava de cozinheira, procurei um clínico e ele me encaminhou para um reumatologista, fiz todos os exames simples de posto de saúde para reumatismo e deram negativos, então continuei com os anti inflamatórios comuns e continuava com muitas dores.

Depois de alguns anos fiquei com muitas dores e procurei uma reumatologista,  meus exames deram positivo para lúpus, aí foi uma pancada, eu fiquei  perdida achando que ia morrer daquilo. Eu estava tomando corticoide quando tive mola hidatiforme e tive que tomar metotrexato, na terceira injeção apareceram feridas no meu corpo e fui parar no hospital, foi quando entrei para um grupo de alunos de reumatologia do HU e fizeram todos os exames, e todos deram positivo para espondilite psoriásica com placas por todo meu corpo. Então comecei com o tratamento biológico.

Hoje estou 53 anos e já não ando como antes, meus joelhos, pernas, punhos, cotovelos e costas foram afetados,  vivo de morfina e anti depressivo, hoje moro em praia grande pra ver se a psoríase melhora, tenho sofrido de todas as formas físicas e psicológicas, ninguém acredita no sofrimento de quem tem doenças reumáticas, só sabem o tamanho que tem.

Sou Albertina Cefineia Alves, tenho 53 anos, convivo com espondiloartrite psoriásica há 10 anos, sou aposentada e moro em Praia Grande – SP.

Se você gostou deste depoimento, participe enviando sua história através do formulário online > 

“Conte a sua História” 

 www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!