10 sintomas indicam que você pode ter problema no ombro

Lesões e doenças no ombro são mais comuns do que pensamos. Alguns sintomas podem indicar que há algo de errado na região e é importante reconhecer o problema no começo, pois as consequências, se negligenciadas, podem ser bem piores.

Segundo o Dr. Gustavo Borgo, ortopedista e traumatologista especializado em ombro e cotovelo, os principais sintomas são:

1- Dor – O mais comum dos sintomas. Pode estar presente em qualquer patologia do ombro, do espectro mais leve à doença muito grave. Junto com outros sintomas podem indicar: tendinites, bursites, artrose, lesão dos tendões (lesão do manguito rotador), hérnia de disco cervical, etc.

2- Perda de força – Deve ser avaliado pelo médico para saber se trata-se de um problema neurológico (compressão de um nervo), rotura dos tendões ou paralisia muscular no grupo específico que realiza o movimento afetado.

3- Diminuição do movimento – Dificuldade de elevar, rodar para o lado ou colocar as mãos nas costas são sintomas de perda do arco de movimento do ombro. Neste caso, as doenças podem ser mais graves: capsulite adesiva, lesão do manguito rotador, artrose e rigidez pós cirurgias ou acidentes.

4- Parestesias – Diminuição de sensibilidade ou sensação de formigamento. Em geral está relacionado a compressão de raízes nervosas na coluna cervical, mas podem também ser devido a alterações do estado emocional ou ainda compressões nervosas periféricas (na região do ombro propriamente dita).

5- Inchaço – Sintoma muito comum em pacientes com problemas nos tendões e bursas desta articulação.

6- Dor noturna – A característica de periodicidade noturna costuma estar presente em pacientes com problemas nos tendões do ombro. Infelizmente, tal sintoma também pode aparecer em casos de tumores benignos ou malignos.

7- Equimose – O famoso “roxo” no ombro não é um sintoma muito comum. Em geral está relacionado a algum acidente, sendo um indicativo de fraturas ou mesmo de lesões musculares ou ligamentares.

8- Deformidades – Algumas assimetrias nesta região devem ser identificadas com o paciente despido, sendo na sua grande maioria das vezes indicativo de problemas graves. Podemos notar: atrofias musculares (compressões neurológicas, lesão grave dos tendões do manguito rotador, roturas musculares), deformidade na articulação acrômio-clavicular (indicativo de luxação desta), escápula alada (por lesões neurológicas ou musculares), “sinal da dragona” (deformidade que aparece na luxação anterior do ombro), ou ainda deformidades agudas por acidentes e fraturas.

9- “Sinal do Popeye” – O famoso “muque” que fica acumulado na porção mais inferior do braço, próximo ao cotovelo, que ocorre na rotura do cabo longo do tendão do músculo bíceps braquial. Deve levantar a suspeita de lesão do manguito rotador associada.

10- Crepitação – O “ranger” da articulação, como se estivesse “sem óleo” costuma aparecer em bursites, tendinite, tendinopatias calcárias, artrose ou mesmo lesão do manguito rotador.

Fonte: Floripa News

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!